É HORA DE DORMIR!

EO 2019 Saúde a 4 Mãos | Opinião | Fonte: Farmácias Portuguesas
  • slider
  • slider

É um dos verbos mais difíceis de gerir pelos pais e um dos mais importantes para o bom desenvolvimento das crianças. Dormir as horas recomendadas é fundamental, mas criar ritmos que conduzam a um sono reparador também. Se a pausa letiva do Natal alterar estas rotinas, o que é normal, retome-as no final das férias.

POR HUGO RODRIGUES
Médico Pediatra

O sono é determinante para todas as pessoas e para as crianças ainda mais. É importante tentar garantir um sono reparador, que lhes permita crescer e desenvolverem-se bem.

Discute-se muito as horas de sono que as crianças dormem e, embora seja um aspeto crucial, não é o único a ter em atenção. Para garantir um sono eficaz do seu filho deve ter em conta os seguintes pontos:

• Número de horas de sono. As necessidades variam com a idade e nível de atividade da criança, pelo que se deve tentar garantir que o número de horas seja adequado. Deve ter em atenção que os valores médios são apenas uma estimativa, uma vez que crianças diferentes têm também necessidades diferentes.

• Qualidade do sono. É importante, mas difícil de objetivar. De qualquer forma, pode ser estimado pelo comportamento da criança durante o dia. Se estiver sonolenta ou irritada pode significar que o sono não foi reparador e precisa ser otimizado.

• Horário. O dia divide-se em período noturno e diurno, de acordo com o ritmo circadiano. Deve manter-se essa alternância e tentar, dentro do possível, respeitar as horas de adormecer e acordar.

• Regularidade. Não se consegue compensar completamente uma noite mal dormida no dia seguinte, geralmente necessita de mais uns dias. Assim, é importante manter alguma regularidade nos horários e ritmos de sono das crianças, de forma a evitar grandes variações. Só assim se consegue otimizar o seu sono, sem necessidade de grandes compensações.

Estes são os pontos principais que permitem que o sono das crianças exerça o efeito benéfico. Devem ser respeitados e cumpridos como regra geral. No entanto, existe também espaço para alguma variabilidade ocasional, principalmente nos períodos de férias. Nessas alturas, é normal que as rotinas mudem um pouco, mas o principal conselho é tentar voltar a elas quando se começa a aproximar o fim das férias. Facilita a readaptação das crianças e permite-lhes voltar às rotinas de forma mais natural e progressiva.

POR ISABEL JACINTO
Farmacêutica

Dormir bem é fundamental para a saúde dos seus filhos. E não basta apenas dormir, mas sim dormir o número de horas recomendadas para cada idade, profundamente e sem interrupções. Para tal, é importante definir um conjunto de hábitos que permitam ao seu filho saber que chegou o momento de ir dormir.

Definir regras e garantir o seu cumprimento pode, por vezes, não ser uma tarefa fácil para os pais, mas a consistência e harmonia destes comportamentos oferecem uma maior sensação de conforto e bem-estar à criança, promovendo um sono tranquilo e um crescimento saudável. Assim, embora as férias de Natal aparentem ser um inimigo desta rotina, incentive o seu filho a manter os hábitos de sono estabelecidos durante o período de aulas!

Dicas para dormir bem:

• Assegure o número de horas de sono diárias adequadas à idade, mantendo um horário regular ao deitar e acordar, que não varie em mais de uma hora ao fim de semana.

• Incentive uma rotina na hora de ir dormir, adotando sempre a mesma sequência de atitudes, como por exemplo: tomar banho, jantar, ir pela última vez à casa de banho e ir para o quarto para ler (ou ouvir) uma história antes de adormecer.

• Crie um ambiente sereno e de descanso no quarto, sem ruídos ou luzes fortes – se houver necessidade de uma luz de presença, opte por luzes discretas, de fraca intensidade. É importante que o quarto seja, tanto quanto possível, o local privilegiado para dormir e não para brincar.

• Vista-lhe um pijama confortável e, se for útil, permita um objeto de transição, como um boneco ou uma manta;

• Promova um momento de convívio em família, ao final do dia.

• Estabeleça que os equipamentos eletrónicos, como a televisão, consolas de jogos e tablets, são desligados uma hora antes de ir dormir e mantidos fora do quarto;

• Privilegie refeições leves, mas saciantes, ao jantar, para evitar a sensação de fome ao deitar;

• Evite a ingestão de líquidos ao final do dia, para não despertar, durante a noite, com vontade de ir à casa de banho.

• Bebidas açucaradas ou com cafeína, como chá ou refrigerantes, e alimentos, como o chocolate, não devem ser ingeridos à noite, pois podem interferir com a qualidade do sono.