BRINCADEIRAS NO CAMPO

EO 2016 Segurança | Fonte: Apsi - Associação Para a Promoção da Segurança Infantil
  • slider

Brincar no campo é um enorme desafio para as crianças e o contato com o natureza e o espaço livre para correr e brincar são muito importantes para um crescimento saudável!


Leia estas dicas e saiba o que fazer para que estas brincadeiras não se transformem em acidentes graves, como intoxicações com pesticidas, acidentes com tratores ou outras máquinas agrícolas ou afogamentos em poços ou tanques!

•    Se vive no campo, tape os poços com uma tampa sólida e resistente e vede os tanques de rega ou lavagem de roupa com vedações altas e difíceis de trepar (altura mínima de 110 cm e aberturas inferiores a 9 cm).


•    Assegure-se que não existem poços ou tanques abandonados nas redondezas e nas “propriedades” vizinhas. Se existirem, verifique se estão protegidos ou se a propriedade é delimitada de forma eficaz.

•    Guarde as ferramentas em locais inacessíveis, longe da vista e do alcance das crianças, e as máquinas agrícolas, sempre desligadas, em locais fechados. Nunca utilize estas máquinas com as crianças por perto. Feche arrecadações, celeiros e casas de arrumação.

•    Não deixe as crianças andarem em tratores ou carrinhas de caixa aberta, mesmo dentro da quinta e em zonas sem trânsito, porque podem cair e ser atropeladas pelo próprio veículo.

•    Guarde os produtos tóxicos (pesticidas, raticidas) e os produtos de limpeza com os rótulos intatos e bem fechados (para não verterem), em locais altos e trancados à chave. Nunca os guarde em embalagens de água ou sumo. Leia e cumpra as instruções de preparação e aplicação dos pesticidas e não os aplique quando as crianças estiverem por perto e/ou forem usar aquele espaço para brincar.

•    Não deixe a criança apanhar e comer bagas, sementes ou frutos de plantas desconhecidas.

•    Se vai de férias ou passear para o campo, faça um reconhecimento prévio do espaço, assim que chegar ao local e ainda antes de desfazer as malas. Estabeleça regras com as crianças mais velhas (locais de brincadeira, horários,…) explicando a importância de as cumprirem, e mantenha uma vigilância próxima das crianças mais novas.


Em caso de acidente, ligue de imediato 112. Numa situação de intoxicação, e antes de fazer qualquer coisa, ligue para o CIAV – Centro de Informação Antivenenos (808 250 143) e siga as indicações dos profissionais de saúde.

Em caso de acidente ou situação de risco inaceitável numa casa alugada, avise o proprietário e/ou peça o livro de reclamações. Se necessário, apresente queixa à entidade fiscalizadora (ASAE ou Turismo de Portugal se tiver tratado através de uma agência de viagens).


Faça um Curso de Primeiros Socorros. Em caso de acidente, a intervenção imediata e adequada pode fazer diferença entre a vida e a morte!

Conteúdo sugerido pela APSI - associação para a promoção da segurança infantil