O SUCESSO ESCOLAR COMEÇA EM CASA: 5 DICAS ESSENCIAIS

EO 2020 Opinião | Patrick Götz, Teckies
  • slider

Com o início do ano letivo, é tempo de os alunos traçarem novos objetivos e definirem quais as melhores estratégias para os alcançar, sendo cada vez mais importante que esses métodos de aprendizagem se estabeleçam além do espaço escolar.

E este torna-se um desafio cada vez maior, considerando que existem muitas distrações que afastam os alunos do seu foco e uma maior escassez de tempo dos pais para os apoiar nesta tarefa.

Para incentivar as boas práticas de gestão de tempo e estudo, Patrick Götz, fundador e CEO da Teckies, start-up que promove a aproximação do ensino à tecnologia, deixa cinco dicas que vão ajudar os pais o orientar os seus filhos para o sucesso escolar, mesmo a partir de casa.

Dar responsabilidades à criança | Em família, deve ser definido um plano inicial, que integre atividades para as crianças realizarem de forma autónoma, sem ajuda dos pais, permitindo que interiorizem quais as suas obrigações em casa. Desde dinâmicas domésticas, como arrumar o seu quarto, passando pelas letivas, o ideal é que aprendam a organizar o seu tempo e gerir as suas prioridades durante o dia, assegurando que os seus objetivos são sempre cumpridos.

Alternar os momentos de estudo com a diversão | Ninguém consegue estar concentrado durante muito tempo e os mais novos ainda menos. Para que não se sintam desmotivados e impacientes, os momentos de estudo devem ser alternados com atividades que gostem de realizar, estimulando a criatividade e garantindo que nem a aprendizagem, nem a diversão ficam para trás.

Realizar as tarefas letivas de forma interativa | Para promover a sua constante motivação, os pais, e mesmo as escolas, podem procurar mecanismos interativos para captar mais o interesse da criança, adaptados sempre à sua idade. Uma solução é, por exemplo, utilizar jogos, músicas ou outras atividades que despertem a sua atenção, o que facilita toda a evolução.

Adotar ferramentas complementares | Se o objetivo é tornar o estudo mais divertido e interessante aos olhos do aluno, o recurso às novas tecnologias, tão apreciadas por estes, é sempre uma boa ideia. A pensar nisso, existem já ferramentas e aplicações digitais disponíveis para professores, que podem trabalhar, fora da sala de aula, com os seus alunos e que permitem colmatar as mais diversas dificuldades de aprendizagem, como a BeeFluent, uma ferramenta criada para ajudar os mais novos a aprender a ler de forma divertida.

Dar feedback continuamente | Errar é um ponto fulcral na aprendizagem, sendo por isso necessário que, tanto pais como professores, deem feedback em tempo real, relativamente a cada atividade realizada. Só com uma avaliação construtiva e clara, será possível aplicar conhecimentos e melhorar na tarefa seguinte, quer seja escolar ou não, para que aprendem a lidar com o erro.

Estas dicas são apenas alguns exemplos do que é possível ser feito para promover e facilitar o estudo em casa, sem que haja desacordo entre pais e crianças, ou até mesmo desmotivação. Às boas práticas, juntam-se as novas ferramentas digitais de ensino, que estão à disposição de todos os tutores, para levar a escola até casa, sem perder a diversão.

Autor: Patrick Götz, fundador e CEO da Teckies