VOZES QUE DEFENDEM: 5 PERSONALIDADES QUE OS MIÚDOS TÊM DE CONHECER

EO 2021 Curiosidades
  • slider

Marcaram o percurso e a história da Humanidade, não pelo seu poder económico ou de outra natureza, mas por meio da sua voz ativa. Usaram este veículo para lutar pelas suas crenças, fazendo do mundo um lugar melhor para todos. Eis cinco das personalidades que deve dar a conhecer as crianças.

Mahatma Gandhi
Conhecido como o precursor do ativismo pacífico, teve um papel importante na independência da Índia, na altura governada pelo Reino Unido. Depois de uma temporada na África do Sul, tornou-se atento a problemas como a desigualdade social e a discriminação. A partir daí, dedicou-se à luta pela independência do seu país e da tolerância religiosa, mas sempre de forma não violenta. Disseminou o “Satyagraha”, princípio que defendia protestos pacíficos e começou a ser chamado de “mahatma”, que significa “grande alma”.



Martin Luther King
Luther King nasceu em 1929, em Atlanta, nos Estados Unidos da América; foi um pastor protestante e ativista político. Lutou contra a discriminação racial e tornou-se num dos mais importantes líderes dos movimentos pelos direitos civis dos negros neste país. À semelhança de Gandhi, pregava a não violência. Além disso, defendeu causas contra a pobreza e a Guerra do Vietname. Em 1963 fez um dos mais importantes discursos da história da Humanidade “I have a dream” (Eu tenho um sonho) e em 64 ganhou o Prémio Nobel da Paz.


Malala Yousafzai
Malala, a pessoa mais jovem a receber um Prémio Nobel até ao momento, com apenas 11 anos, denunciou os abusos contra as mulheres e defendeu os seus direitos à educação. Por isso, foi baleada aos 15 anos pelos radicalistas talibãs, que tomaram de assalto a zona do Paquistão onde vivia. Sobreviveu e quando foi transferida para o Reino Unido, a voz de Malala ganhou ainda mais força, tornando-se porta-voz pela educação de raparigas e mulheres pelo mundo.


Nelson Mandela
É considerado um dos rostos mais importantes contra o Apartheid - regime na África do Sul que defendia o tratamento desigual com base em preconceitos raciais. Em 1993, ganhou o Prémio Nobel da Paz e em 94 tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul, mas antes disso esteve 30 anos preso, devido à sua luta contra o regime. Mandela defendeu sempre a igualdade e a harmonia entre etnias e cultivou o ideal de uma sociedade livre e democrática.


Greta Thunberg
Ficou conhecida em 2018, depois de fazer uma “greve de aulas” pelo clima, em frente ao edifício do parlamento sueco, com apenas 16 anos. O seu intuito era que o governo cumprisse o Acordo de Paris. Na primeira semana, conseguiu juntar mais de 30 pessoas e rapidamente as greves se espalharam pela Europa.  Desde então que viaja pelo mundo pela defesa dos recursos naturais e do planeta. Em 2019, foi considerada a personalidade do ano pela revista Time, discursou em conferências da ONU e é hoje um dos principais rostos na luta contra as alterações climáticas.