A MAGIA DO CINEMA EM FAMÍLIA

EO 2021 LisboaCinemateca JúniorM/3
  • slider

Diz-se que a arte é o que nos proporciona momentos mágicos. E não é exatamente o que acontece quando entramos na sétima arte? Apresentamos a Cinemateca para os mais novos, que tem muito mundo para explorar.

Existe em Lisboa um projeto encantador, em que onde a exposição permanente Pré-Cinema proporciona momentos mágicos a crianças e a adultos, tendo como base a pré-história da arte do cinema: a Cinemateca Júnior, um serviço da Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, criado em 2007 e direcionado  aos espetadores infantis e juvenis.


Para usufruir desta experiência deverá dirigir-se ao magnífico Palácio Foz, na Praça dos Restauradores, aos sábados, às 15 horas, e assistir, numa sala que já foi a mais luxuosa de Lisboa, ao filme proposto pela Cinemateca Júnior. Estes vão desde o "Bucha e Estica", aos filmes da Disney, passando pelos clássicos musicais e westerns.

Nesta sala de cinema não há pipocas nem merchandising, fazendo lembrar aos pais as idas ao cinema da sua infância. No final do filme, é tempo de explorar a exposição, na qual,  de forma didática, lúdica e interativa, encontra objetos originais e réplicas que marcaram os antecedentes do cinema.

Os objetos são lindíssimos e permitem descobertas fascinantes: sabia que, primeira máquina fotográfica de imagens sequenciais tinha a forma de uma espingarda? E que no século XIX, para tirar uma fotografia, era necessário muito tempo de exposição?

De facto, as primeiras fotografias (1826/1827) implicavam um tempo de exposição de oito horas. Por essa razão, nessa fase não se fazia retrato, por manifesta impossibilidade de sujeitar alguém a tal suplício; fotografavam-se imóveis - espaços da cidade. Mais tarde, a partir da década de quarenta (século XIX), o tempo de exposição foi sendo progressivamente reduzido para 30, 20 e 10 minutos, começando, por essa altura, a ser feitos os primeiros retratos.

Zootrópico, praxinoscópio ou mutoscópio deixam de ser palavrões e passam a ser mecanismos deslumbrantes que permitiram que diversas gerações "sonhem" em frente a um ecrã de cinema. No último sábado de cada mês, pais e filhos podem ainda participar, da parte da manhã, num dos interessantes ateliês sobre temáticas relacionadas com o cinema e orientados por especialistas na área. Há meses em que existe mais do que uma opção.

É sempre mágico quando nos deparamos com iniciativas de exceção. Deixamos os parabéns às "mães" deste projeto e desejamos a todos votos de momentos mágicos em família na Cinemateca Júnior.

Já que está na Baixa, pode aproveitar para subir o elevador da Glória, mesmo ali ao lado, e deixar-se deslumbrar pela vista e pelo espaço do renovado Miradouro de S. Pedro de Alcântara. Por ali, a oferta em termos de restauração é variada, espreite a esplanada do Príncipe Real e leve os miúdos ao parque infantil.

Toda a programação e mais informações aqui.