LISBOA NA RUA

EO 2021 Animações21 Ago. a 19 Set.0€
  • slider

ATIVIDADE GRÁTIS

Este verão, o Lisboa na Rua, organizado pela EGEAC, está de regresso com novos espaços e muita animação.

Entre 21 de agosto e 19 de setembro, o Lisboa na Rua preenche a cidade com música, teatro, dança, cinema, artes plásticas, novo circo e muito mais!

A edição de 2021 pretende convidar a uma reflexão sobre temas tão atuais como o ambiente e o desporto.

Programa:

A Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos
O primeiro momento do ciclo de encontros “A Música e o Mundo” olha para o Atlântico de um ponto de vista único: o Castelo de São Jorge. Este concerto de percussão e voz conta com as obras de Philip Glass, e duas estreias mundiais dos compositores Ângela da Ponte e Vasco Mendonça, interpretadas pelo grupo Druming GP e o contratenor Stephen Diaz.
21 ago.: 19.30h

Festival Internacional da Máscara Ibérica
As tradições pagãs da cultura popular estão de volta, num novo formato, adaptado ao contexto atual. Durante dois fins de semana, os grupos tradicionais de mascarados, vindos de Miranda do Douro, das Astúrias e da Galiza apresentam-se no Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, no Museu da Marioneta e no Castelo de São Jorge.
21 ago.: 18h

Dançar a Cidade
A videoarte, a dança e a magia fecham com chave de ouro o mês de agosto, com apresentações ao ar livre em vários locais da cidade, através do festival Fuso, do ciclo Dançar a Cidade, que nesta edição transforma bibliotecas, museus e monumentos em pistas de dança seguras, e traz a magia a Lisboa.
25 a 29 ago.: 22h

Grada Kilomba
A artista Grada Kilomba inaugura no MAAT a primeira instalação de grande escala, "O Barco" ou "The Boat", que se estende junto ao rio por 32 metros de comprimento, que confronta o passado e recorda histórias e identidades esquecidas ao longo do tempo. Resgatam-se também os feitos de mulheres portuguesas que marcaram a diferença nas suas épocas, no regresso das Antiprincesas à companhia dos mais novos.
3 set. a 17 out.

CineCidade
As noites de cinema ao ar livre voltam ao jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, com quatro filmes vindos dos Estados Unidos da América, do Irão e da Etiópia, numa edição dedicada aos direitos humanos no mundo do desporto.
Obs.: Para ajudar nessa missão, cada sessão é seguida de uma conversa em que um atleta partilha as suas experiências.
10, 11, 17, 18 set.: 21.30h

A Tralha | M/12
A realizar no Jardim do Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, este é o primeiro espetáculo escrito e encenado pela rapper Capicua e recorda que as preocupações ambientais continuam a ser urgentes.
3, 4 set.: 19h, 5 set.: 18h

O Conde de Monte Cristo | M/6
Através da sonoridade e da imagem, este concerto, interpretado pela Orquestra Orbis, reproduz as obras de Pedro Teixeira da Silva, "Da Nascente até à Foz" e "O Conde Monte Cristo", prometendo despertar as sensações no Castelo de São Jorge.
3 set.: 21.30h

Orquestra Gulbenkian e os seus Solistas | M/6
Na sua estreia a dirigir a Orquestra Gulbenkian, o maestro Martim Sousa Tavares acolhe num mesmo programa "Rissolty, Rossolty", peça da compositora Ruth Crawford Seeger, exemplar na sua aproximação às raízes da música popular norte-americana, e obras de Mozart, Hummel, Debussy, Sarasate e Popper, numa travessia musical de quase três séculos.
10 set.: 19h

Festival Lisboa Soa
Esta atividade, a realizar no Castelo de São Jorge, trabalha a memória, mas sempre com os ouvidos postos no futuro. Através de sessões de escuta e um concerto único em que os artistas convidados irão entrar em diálogo com os sons, remisturando-os, reinterpretando-os e adicionando outros significados.
18 set.: 18h

Parallel Review | M/15
O Parallel Review Lisboa nasce da necessidade de ancoragem para a análise, discussão e criação de fotografia. Este ano, no espaço exterior do Mercado de Alvalade e no último dia, 11 de setembro, nos jardins do Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, o Parallel Review apresenta uma exposição e um dia de oficinas de Fotografia que têm como objetivo reconhecer a importância da imagem como documento contemporâneo e como forma de promoção do diálogo entre artistas, público e cidade.
9, 11 set.

Mais informações aqui.