(AINDA) O DESCONFORTO MODERNO

EO 2019 LisboaExp. TemporáriaAté 19 Jan., 2ª a Dom: 10h-19hM/02,50€ / 5€
  • slider
  • slider

Referência incontornável da arte portuguesa na transição para o século XXI, o fascínio de Miguel Palma por ícones da modernidade clássica é evidente: o mundo da aviação, o automóvel, a arquitetura, a natureza (mais ou menos domesticada) e a tecnologia em geral.

A exposição apresenta uma importante seleção antológica do trabalho de Miguel Palma que cobre um arco cronológico de trinta anos e transita entre os mais diversos meios, como a escultura, o vídeo, a instalação, o desenho e a performance.

Além de obras de escala monumental nunca antes apresentadas em Portugal, como é o caso de "Cinq temps" (2016), produzida para o MuCEM, em Marselha, o artista criou a "Montanha" (2019), uma peça especialmente concebida para o espaço do Museu Coleção Berardo. Miguel von Hafe Pérez é o curador da exposição.

Aquilo que Miguel Palma propõe em forma de obras de arte são considerações de uma espessura existencial absolutamente única. A sua curiosidade e o modo como articula diferentes horizontes do saber sublinham a capacidade de nos reinventarmos, dissimulando a inexorável lei maior, que é a da vitória do tempo sobre a finitude humana.

Enquanto dispositivos potenciadores de um olhar crítico sobre o nosso passado recente e o nosso presente, os enunciados de Miguel Palma confrontam-nos com as tensões vividas no frágil equilíbrio da nossa existência.