GRÁVIDAS: DICAS PRECIOSAS PARA UMA DIETA SAUDÁVEL

EO 2019 Gestação
  • slider

Atenção às dietas radicais quando está grávida. É verdade que o excesso de peso durante a gestação pode trazer problemas de saúde. Mas é bom saber qual o ponto de equilíbrio e que tipo de alimentos são indispensáveis.

O excesso de peso é sempre inspirador de cuidados, sobretudo quando uma mulher decide engravidar. É importante praticar uma alimentação equilibrada, exercício físico (aconselhado pelo médico) e uma rotina saudável.  Para perceber do que falamos quando falamos de peso a mais na gestação, saiba que um índice de massa corporal (IMC) superior a 25 antes da gravidez pode desencadear inúmeras complicações. Aumenta as probabilidades de a mãe sofrer de hipertensão e diabetes gestacional e ter dores na coluna, joelhos e tornozelos, sobretudo a partir do meio da gravidez.

Mas atenção, nada de dietas radicais quando está grávida, sublinha um artigo do site Vix, assinado por Jessica Krieger. Lembre-se de que o bebé precisa de nutrientes para crescer saudável. A regra é consumir apenas mais 300 calorias diárias, optando por uma alimentação rica e diversificada.  É ainda determinante investir numa rotina saudável de atividade física – “exercícios aeróbicos, como uma boa caminhada e hidroginástica, são excelentes para enfrentar o aumento de peso”, aconselha a Vix.

Algumas mulheres perdem peso no primeiro trimestre da gravidez, quase sempre devido a enjoos matinais que levam a uma quebra do apetite.

Porém, após essa fase, a grávida começa a aumentar de peso, de forma a que o seu corpo suporte o desenvolvimento do bebé. Lembre-se de que os quilos são distribuídos por todo o organismo: placenta (700 gramas), líquido amniótico (900 gramas), volume do sangue materno (1,8 kg), depósito de gordura para a amamentação (entre 2 e 3,5 kg), entre outros. O ideal é engordar entre 9 a 12 quilos durante toda a gravidez.

Conheça estas dicas de alimentação saudável para grávidas:

- Não fique muito tempo sem comer: tente fazer pequenas refeições a cada três horas;

- A futura mãe precisa de consumir leite, queijo e outros laticínios todos os dias. O cálcio é essencial para a formação dos ossos do bebé;

- Ingira legumes verdes-escuros, como couves, brócolos e espinafres, pois o ácido fólico em que estes alimentos são são ricos atua na formação do tubo neural do bebé (responsável pela formação da coluna vertebral e sistema nervoso da criança);

- As fibras ajudam ao funcionamento do intestino, que fica mais lento durante a gravidez. Pão e cereais integrais são ótimos para combater essa preguiça;

- Atenção às proteínas: pelo menos uma vez ao dia, deve consumir comer carnes magras, bovinas, peixe ou frango;

- Beba pelo menos dois litros de água por dia. Isso vai ajudar o seu corpo a funcionar, contribuindo, por exemplo, para atenuar o inchaço característico dos últimos meses da gravidez.

Fonte: Vix