UM PASSEIO PELAS TERRAS DE SANTA LUZIA

EO 2016 Porto e NortePasseio
  • slider
  • slider

A vista do alto de Santa Luzia é uma das paisagens mais bonitas de Portugal. Lá em baixo, a cidade de Viana do Castelo espera, ansiosa, a nossa visita.

Uma visita que pode começar de forma bem divertida com a subida pelo funicular até ao alto onde está o Santuário. Grandes e pequenos vão adorar fazer aquela inédita mas deslumbrante subida até à igreja que foi inspirada no célebre “Sacré Couer”, em Paris. Os mais corajosos não podem deixar de subir ao zimbório. No fim da estreita escada em caracol a vista é de tirar a respiração. Os mais pequenos vão sentir-se surpreendidos por estarem tão alto e verem tão longe uma paisagem tão bonita. Como recordação de Santa Luzia, seria imperdoável não tirarem uma fotografia "à la minute", a preto e branco, na centenária máquina do Sr. Manuel Rodrigues que há 65 anos bate a chapa com o sumptuoso monumento em fundo.

Depois de visitar a Igreja e de voltar a descer pelo novo ascensor de Santa Luzia, o melhor é seguir até ao centro da cidade, não deixando de observar os bonitos edifícios em pedra que nos transportam para outros tempos. A baixa da cidade está muito bonita e é óptima para se conhecer a pé. Mas antes disso, a nossa proposta é que apertem bem os cintos, ponham os coletes salva-vidas e se preparem para uma viagem espantosa. No cais da cidade está fundeado o navio-hospital Gil Eanes que durante várias décadas deu apoio à frota portuguesa da pesca do bacalhau. No seu interior descobrimos, sala a sala, um mundo de surpresas. Até parece que a qualquer altura pode soar o toque de emergência para uma intervenção cirúrgica ou um internamento de um pescador doente. O barco parece que parou no tempo. Desde as salas das máquinas, à pequena capela, aos quartos dos doentes ou às salas de raio x e de análises, tudo está como se ainda funcionasse. Será uma manhã em cheio, num passeio muito raro noutro qualquer ponto o país.

Para almoçar, não há melhor do que uma das agradáveis esplanadas da lindíssima Praça da República. À volta, as casas brasonadas fazem sentir que estamos numa cidade especial.

Depois de almoço vamos conhecer as “bianinhas”. São fantásticas bicicletas turísticas que põem a família inteira a pedalar pela cidade. Há, também, pequenos carros a pedais que de uma forma muito divertida nos levam pelas ruas da pérola do Minho durante uma tarde bem passada nas margens do Rio Lima.

Siga, depois, até Barroselas. Na Quinta de S. Sebastião, um excelente Hotel rural espera-nos para um merecido descanso. A poucos quilómetros de Viana, na paisagem do Vale do Neiva, estamos num local fantástico para dar um mergulho na piscina, jogar ténis ou snooker ou, simplesmente, andar pelo campo.

No domingo à tarde, antes do regresso a casa, não há volta a dar, é obrigatório visitar o renovado museu do Traje que nos leva a conhecer melhor a história e o valor dos típicos trajes das mulheres de Viana. São uma marca de Portugal no estrangeiro e têm uma história interessantíssima para contar… mais do que imaginamos.

Se o dia tiver bom, vale ainda a pena atravessar a ponte e na outra margem rumar até à praia do Cabedelo e desfrutar de um dos areais mais bonitos daquela zona.

Nota: A bordo dos comboios do serviço regional que a CP disponibiliza, e com a estação ferroviária a cerca de 0,5Km do centro da cidade, pode viajar e visitar uma das cidades mais bonitas do País, os seus monumentos históricos, como a Sé Catedral, passear pelo Monte de Santa Luzia e no final de um dia de passeio, regressar nos comboios regionais. Ou, se preferir, pode também realizar um Comboio Aventura – Rotas do Minho, com passeios pedestres pelo centro histórico e passeios de barco no rio Lima.