MÚSICA MECÂNICA? O QUE É ISSO?

EO 2019 PalmelaMuseu
  • slider

Perto de Palmela, há um novo museu verdadeiramente surpreendente, o Museu da Música Mecânica. Ainda não conhece? Está na altura de visitar um dos mais espetaculares museus portugueses, e muito raro no mundo.

1. Na A2, na saída de Palmela-Montijo, a menos de meia hora de Lisboa, começam as setas que indicam o Museu da Música Mecânica. Sete minutos depois, estamos à porta do moderno edifício onde não imaginamos o que está lá dentro.

2. E o que está lá dentro é um verdadeiro tesouro de mais de 600 peças que produzem música por sistemas exclusivamente mecânicos. Raridades do fim do século XIX até aos anos 1930. E mais incrível, ainda, todas em estado de funcionamento. Assim, não só podemos ver e apreciar lindíssimos instrumentos de música mecânica, como ouvir o seu som. Em alguns casos ficamos mesmo de boca aberta. Desde as mais antigas caixas de música de cilindro de madeira ou de metal às mais recentes e populares grafonolas, é uma ocasião muito rara de podermos ver, ouvir e sentir peças, algumas com cem anos, que são expressão de uma cultura e tecnologias fruto do poder criador do Homem.

3. O museu localiza-se em Arraiados, na freguesia de Pinhal Novo. Basta seguir pela A2, pela saída do Montijo-Palmela e não perder de vista as placas que nos vão dando a indicação do caminho e do tempo para o percorrer (sete minutos depois de sair da autoestrada). Ao olhar para o aspeto futurista do edifício do museu não supomos que ao entrar vamos recuar cem anos no tempo. Caixas de música, relógios musicais, autómatos, pianos mecânicos, fonógrafos, gramofones, grafonolas, um sem fim de verdadeiras obras arte inanimadas que, quase por magia, se animam quando tocadas pelo seu dono. Vale a pena ver peças tão raras como o disco mais pequeno do Mundo ao lado do maior disco de sempre, criado pela Pathé, ou um fonógrafo com 14 auscultadores, do Maestrophone de 1910 - que faz girar o disco com um motor de ar quente alimentado a álcool - ou o Multiphone francês de 1914, um exemplar de jukebox com moedeiro, sendo um dos primeiros aparelhos a oferecer a escolha do disco.

4. As visitas guiadas, ao fim de semana, às 15.30h, são únicas. Pela mão do colecionador Luís Cangueiro chegam-nos as histórias de cada instrumento bem como o som ao vivo da música mecânica. "Ao passo que na maioria dos museus observamos em silêncio, o silêncio de muitas peças exibidas, num museu como este os objetos falam-nos". É assim que pensa o homem que juntou esta fabulosa coleção, agora tão perto de Lisboa, à disposição de todos nós.