PLAYMODE

EO 2019 LisboaExp. TemporáriaAté 17 Fev.'20, 4ª a 2ª: 11h-19hM/00€ a 5€
slider

Nesta exposição a proposta é refletir sobre as possíveis relações entre arte e os jogos de vídeo e sobre a utilização de estratégias lúdicas e multissensoriais no campo de produção artística contemporânea. Com a participação de mais de 30 artistas nacionais e internacionais, a exposição propõe uma reflexão sobre o poder da transformação do jogo, integrando-o nas suas obras com propósitos distintos.

Com a participação de mais de 30 artistas nacionais e internacionais, a exposição propõe uma reflexão sobre o poder da transformação do jogo, integrando-o nas suas obras com propósitos distintos: evasão à realidade, construção e transformação social, subversão ou crítica dos próprios mecanismos de brincadeira e jogo.

Uma exposição que explora novos modos de ver, de participar e de transformar o mundo, ao usar o jogo de forma crítica.

Com curadoria de Filipe Pais e Patrícia Gouveia, Playmode inclui trabalhos de artistas como Brad Downey, Gabriel Orozco e Ana Vieira, que adotam o tema e propõem uma reflexão sobre o período de ludificação que as sociedades contemporâneas atravessam, dividindo o espaço expositivo em três áreas temáticas: "modo de desconstruir, de modificar e de especular", "modo de transformar, de sonhar e de trabalhar" e "modo de participar e de mudar".

Na primeira secção, o conjunto de obras presentes explora os modos de jogar, de desconstruir, de modificar e de especular sobre o jogo, e os artistas têm liberdade para transformar as regras e os jogos que conhecemos em novas interpretações capazes de exprimir e sugerir outras visões sobre o mundo em que vivemos.

Em "transformar, sonhar e trabalhar", os curadores exploram o paradoxo dos conceitos de brincadeira e jogo e do seu poder de transformação das estruturas cognitivas, físicas e sociais.

A última secção evoca o poder do jogo chamar à atenção, da sua capacidade de nos fazer participar em algo, convocando a atenção mais profunda. Os sete jogos digitais presentes nesta área, propõe-nos diferentes modos de mudar de perspética e de consciência sobre certas condições sociais e culturais.