EVITE O BURNOUT: MANTENHA-SE ATENTO A ESTES SINAIS ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS

EO 2018 Saúde
  • slider

Conheça os principais sintomas de estar a passar por uma fase de excesso de trabalho. A mudança pode estar só nas suas mãos. Se não estiver, acredite: uns minutos de mindfulness por dia ajudam muito.

Preocupado com o trabalho? Calma. O melhor é aprenderem a desligar quando vai para casa ao fim do dia.

Um artigo do jornal espanhol ABC alerta para um fenómeno crescente e preocupante: a síndrome de Burnout, que actualmente afeta três em cada dez famílias e que se caracteriza pelo esgotamento físico, mental e psíquico do indivíduo. Este transtorno desenvolve-se em virtude de uma dedicação intensa e exagerada à vida profissional, sem que a pessoa disponha de momentos de descompressão e relaxamento.

Allende Villorejo, diretor de operações da empresa Mind and Life e especialista em mindfulness e inteligência emocional, diz que, felizmente, há cada vez mais empresas preocupadas com este problema e à procura de programas de apoio para os seus quadros. Se aos problemas do trabalho forem acrescentadas as rotinas quotidianas – quem tem filhos pequenos sofre mais com as exigências e os horários familiares – pouco tempo sobra para desligar e isso contribui para entrar em burnout.

Não é fácil arranjar uma solução, mas já existem técnicas de relaxamento e mindfulness que ajudam a diminuir a ansiedade. “Para pessoas muito ocupadas e muito propensas ao stress, dez a vinte minutos por dia de mindfulness podem fazer a diferença”, defende Villorejo, explicando que as práticas de meditação que estão a ser aplicadas em muitas empresas, combinadas com exercícios caseiros, já melhoraram a qualidade de vida a muitos profissionais.

O especialista enumera aqueles que considera serem os quatro principais sintomas de excesso de trabalho. Revê-se em algumas destas situações? Fique atento aos sinais.

1.Problemas com a família
O primeiro sintoma de que anda a trabalhar demais é a falta de tempo e de paciência para conviver com familiares. Se chega sempre a casa de mau humor e cansado, está na hora de parar com esse ritmo.

2.Despertador automático
A falta de sono é sintomática de stress, já que o excesso de trabalho interrompe os ciclos do sono. Se ao fim de semana acorda sempre cedo, e cansado, procure a ajuda de um especialista.

3.Excesso de cafeína
Se anda a abusar do café para ter energia é possível que esteja a entrar numa zona perigosa.

4.Aumento de peso
A Mind and Life garante que sete em cada 10 pessoas trabalham de mais e praticam exercício físico a menos. Isso fá-las engordar.

5.Dores no corpo
Um estilo de vida sedentário, falta de atividade física e uma postura incorreta no trabalho contribuem para o desgaste físico acelerado. Atenção a torcicolos, tendinites e outras dores nos dedos, costas, mãos e ombros.