PLANO DE DESCONFINAMENTO: O QUE DEVE E O QUE PODE OU NÃO FAZER

EO 2020 Saúde | Covid-19
  • slider

O desconfinamento começou no início deste mês, no dia 4 de maio, depois de um mês e meio em isolamento social e estado de emergência. A segunda fase, com mais aberturas, começou no dia 18. Mas atenção: a cada 15 dias há regras novas.

No dia 4 de maio, o País passou de estado de emergência para calamidade, apesar de o nome parecer mais assustador, na verdade traduz-se em boas notícias.

A sociedade vai voltar aos poucos à normalidade, mas tenha atenção: dificilmente as rotinas voltarão a ser iguais.

O plano de desconfinamento apresentado pelo Governo, se tudo correr bem, será efetuado em três fases – a primeira no dia 4 de maio, a segunda no dia 18 e a terceira a 1 de junho.

A cada 15 dias, o Governo reavalia a situação e decide se avança ou não para a segunda fase. Se necessário recua-se nas decisões.

Regras essenciais que todos os cidadãos vão ter de cumprir:
- Uso obrigatório de máscara nos transportes e serviços públicos, nas escolas secundárias e em lojas;
- Teletrabalho sempre que possível até junho e depois ainda em regime parcial e com equipas desfasadas;
- Os transportes públicos apenas podem circular com dois terços da sua lotação máxima.

Comércio local, cabeleireiros e similares, livrarias e comércio automóvel já retomaram as atividades, mas com algumas restrições como uso obrigatório de máscaras dentro das lojas, serviços públicos – finanças, bibliotecas, entre outros – e cabeleireiros e similares, com atendimento através de marcações e lotação máxima de cinco pessoas por 100 metros quadrados.

CRIANÇAS E ESCOLAS

As regras de utilização de máscara em espaços públicos aplicam-se também a crianças a partir dos 6 anos.

A segunda fase (18 de maio) de desconfinamento prevê a abertura de escolas para os 11º e 12º anos ou 2º e 3º anos de outras ofertas formativas (10h-17h), equipamentos sociais na área da deficiência e creches, apenas com opção de apoio à família.

A partir de 1 de junho, está prevista a abertura de creches, pré-escolar e ATLs. Apenas as crianças em creches e jardins de infância estão isentas da utilização obrigatória de máscara.

Consulte aqui o plano oficial de desconfinamento do Governo e leia aqui o ebook da Direção-Geral da Saúde sobre as medidas gerais de prevenção e controlo da Covid-19.