O SEU CÃO É O SEU MELHOR AMIGO: SAIBA COMO EDUCÁ-LO

EO 2021 Educação Animal
  • slider

Aprender a educar um cão é uma das principais preocupações de um tutor, principalmente, quando este acabou de adotar o seu animal de estimação. Esta pode ser uma tarefa muito desafiante, mas também importante para a criação de um animal feliz e equilibrado emocionalmente. Saiba como fazê-lo, através de algumas dicas.

Muito semelhante à educação dos mais pequenos, educar pela positiva é o caminho mais certo para o seu animal de estimação.

Ensinar regras básicas ao seu cão fazem parte deste processo, estabelecer limites desde o início, instituir ordens e sinais claros, motivar através do reforço positivo, ensinar a esperar e domesticá-lo, também são pontos cruciais.

Os cães aprendem ao longo de toda a vida, contudo, tal como os seres humanos, aprendem mais rápido quando ainda são pequenos, mas até à velhice são capazes de adquirir comandos, regras e certos comportamentos novos.

Os cães e as regras
Os animais de estimação precisam de regras. Desde o princípio deve ensinar ao seu cão qual a sua posição no seio da família e estabelecer limites, que vão ter efeitos positivos na harmonia da casa, como também impacto no desenvolvimento saudável do animal.

- Estabeleça limites desde o início, onde fazer o chichi, onde comer, onde deitar e até com o que deve brincar se isso for possível devido ao excesso de energia que eles têm quando são pequeninos;

- A hierarquia deve ser bem definida, os animais de estimação de tenra idade devem saber quem é o pai, a mãe e até os irmãos mais velhos e mais novos. Os cães precisam de confiar nos donos de forma a obedecer às suas decisões e ordens, os animais devem confiar no seu julgamento. Dê ordens calmas, um tom de voz calmo, mas determinado e uma linguagem corporal consistente que transmite segurança ao seu animal.

- Ordens e sinais claro, os cães reagem mais a movimentos simples de mãos do que a frases complexas, cujo sentido apenas podem aferir a partir do tom de voz do dono. Use cuidadosamente as ordens básicas: "senta", "anda", "de pé", "aqui", "deita", etc.



Reforço positivo
Não seja demasiado severo, não assuste os sensíveis patudos, mas sim ganhe a confiança a partir de recompensas e elogios.

- Compreenda quais os comportamentos adequados e que os fazem merecedores do elogio dos donos, as recompensas devem ser oferecidas logo a seguir;

- Os castigos adequados ao momento também são precisos, mas devem ser dados de imediato para que o seu animal de estimação aprenda e entenda o porquê de ter sido repreendido e não repita a ação errada;

- Pode recompensar também o seu fiel amigo com guloseimas, mas não muitas, use também palavras doces, festas e o seu brinquedo favorito.



Habituar o patudo a socializar
Os passeios diários podem ser uma fonte de conhecimento, pode mostrar-lhe locais, pessoas, animais, sons novos, ou até o som de um barulhento aspirador, a televisão ou a máquina de lavar roupa, crianças, bicicletas e motas apressadas. O pôr do sol, a areia, o mar e o choro do bebé que pode ser os melhor amigos do seu cão, também são algumas formas de socializar e aproximá-los do seu dia a dia.