CONSTIPAÇÕES: O QUE É EFICAZ E O QUE NÃO SERVE PARA NADA

EO 2020 Saúde
  • slider

Tomar um comprimido ou um xarope não é sinónimo de fim dos espirros e da tosse. Veja o que fazer – e não fazer – para atacar os sintomas da constipação.

As crianças têm entre seis a oito constipações por ano – duas vezes mais do que os adultos – mas há poucas pistas fiáveis sobre o que ajuda a tratar sintomas como nariz entupido, congestão nasal e espirros. A verdade é que não existe uma cura mágica. Então, o que é que funciona?

A constipação comum afeta as vias respiratórias e pode causar dor de garganta, tosse, congestão nasal, aumento da temperatura corporal e espirros, mas após uma semana os efeitos tendem a desaparecer.

As farmácias oferecem muitos remédios, mas não há muitas provas científicas de que funcionem, segundo uma revisão de estudos sobre medicamentos vendidos sem receita médica feita pela publicação científica BMJ, e divulgada pela BBC Brasil.

O que é que funciona para descongestionar o nariz?
O médico Rahul Chodhari, porta-voz do Royal College of Paediatrics and Child Health – que reúne pediatras de todo o Reino Unido – diz que se deve fazer uma lavagem do interior do nariz com uma solução salina, como soro fisiológico, também designada de irrigação nasal. Estas soluções são vendidas na farmácia em gotas ou sprays e ajudam a limpar o muco nasal e a reduzir a sensação de congestão, sem efeitos colaterais. Os medicamentos à base de paracetamol, úteis para tratar a febre, não ajudam a aliviar a congestão nasal.

O que não é recomendado?
Os descongestionantes não são recomendados para crianças com menos de 12 anos, segundo o NHS (principal autoridade em saúde pública do Reino Unido) devido aos efeitos colaterais, como sonolência e problemas de estômago. Já os adultos devem usar esses produtos no máximo durante três a sete dias, mas o estudo do BMJ refere que têm apenas “um pequeno efeito sobre os sintomas nasais”. Podem ajudar a aliviar a congestão nasal, por reduzir o inchaço dos vasos sanguíneos do nariz, o que contribui para desobstruir as vias aéreas, mas também são passíveis de aumentar os riscos de dores de cabeça e insónia, entre outros efeitos colaterais. Usá-los durante muito tempo pode levar a uma congestão nasal crónica.

Os xaropes para a tosse não são recomendados, porque fazem com que as crianças parem de tossir, mas também de expelir o muco acumulado, diz Chodhari.
Já os antibióticos só funcionam contra infeções bacterianas, por isso não são indicados para constipações, que são causadas por vírus.

Os remédios caseiros resultam?
O estudo da BMJ diz que não são eficazes ou não foram testados em crianças alguns métodos como o ar quente humidificado, a equinácea, probióticos e óleo de eucalipto. Segundo o NHS, há poucaos indicadores de que suplementos como vitamina C, zinco ou compostos feitos com alho previnam constipações ou acelerem a recuperação.

Quando é que se deve ir ao médico?
É importante ir ao pediatra ou ao centro de saúde quando a criança tiver uma febre superior a 38,5 graus e erupções cutâneas persistentes e estes sintomas não melhorarem após alguns dias. Quando a pessoa está constipada, deve manter-se hidratada e aquecida. A constipação comum é causada por vírus que são facilmente transmitidos, sobretudo através de tosse e espirros e, para evitar o contágio, é recomendado lavar as mãos regularmente com água quente e sabão, e não tocar nos olhos e nariz de quem esteja constipado. Também é importante usar lenços de papel ao tossir e espirrar para evitar que o vírus se espalhe, e deitá-los no lixo assim que os utilizar.