CONHECER O CICLO DO LINHO

EO 2021 Porto e NorteMuseu
  • slider

O ciclo do linho é uma das maravilhas da natureza. Da erva ao fio, o Museu do Linho, em Braga, deixa ver tudo.

É o primeiro museu do país exclusivamente dedicado ao linho. Fica na antiga Escola de Marrancos, em Vila Verde, no distrito de Braga.

O espólio deste museu, o Museu do Linho,  promove uma viagem ao ciclo do linho. Um ciclo moroso e complexo mas que será uma descoberta fascinante, principalmente para as crianças, que provavelmente nunca tinham pensado como de uma simples planta se chega à confeção de roupa e vestuário. E olhem que da erva ao fio são precisas 16 fases para se atingir o fim do processo. É obra!

Dividido por quatro espaços, o museu começa por um local de interpretação e multimédia mais fácil para uma primeira explicação aos mais pequenos para, a seguir, melhor compreenderem a visita.

Seguem-se mais duas salas, ligadas por um corredor que simbolicamente narram a transformação da erva em fio. Está lá o percurso todo desde a semente até à colheita. Depois, ao longo do percurso, vamos compreendendo como se dão as primeiras transformações.

Na última sala, a cor ocre da erva seca dá lugar ao branco do fio a ser tecido. Ali ficamos a saber como se depura o linho e como se faz a sua cozedura em panelas de ferro de três pernas, para depois ir a corar. São dezenas de instrumentos e alfaias as que ficamos a conhecer neste museu.

No final da visita, não deixe de sublinhar junto dos mais novos o extraordinário engenho humano que há séculos descobriu esta forma tão elaborada de aproveitar a planta do linho para tecer um fio que nas mãos de outros artistas se transforma em peças tão bonitas, como por exemplo, os famosos lenços de namorados de Vila Verde.