55 FRASES DE CRIANÇAS PARA RIR E CHORAR POR MAIS

EO 2021 Jogos em Casa
  • slider

A infância marca a vida de todos nós. De certeza que, de vez em quando, a mãe, o pai ou a tia, ainda se lembram daquela frase que disse quando era criança. O mesmo acontece agora com os seus filhos - há frases dignas de registo! Conheça as 51 frases mais giras de crianças que já publicamos nas nossas redes sociais e que continuamos a partilhar, às quartas-feiras.

As crianças são os seres humanos mais puros que existem, não medem as palavras que dizem, nem as consequências, mas no fim, corre tudo bem.

Com a sua alegria, sinceridade, energia, inocência, transformam as vidas dos mais crescidos proporcionando a todos, os momentos mais giros e únicos da sua vida.

Desvende o mundo dos mais pequenos, com estas frases que são como pérolas no fundo do mar ou do baú.

1. “Na hora de ir para a cama:
- Filha, vais fazer 6 anos. Tens de dormir na tua cama.
- Mas a mãe já tem 30 e ainda dorme com o pai!”
Inês, 6 anos

2. “Uma vez, a jogar dominó, o meu filho disse que estava a perder  e quis sair da brincadeira:
- João, tens de aprender a perder.
E ele, a chorar, disse-me:
- Eu sei perder, sim! Estou sempre a perder! Não sei é ganhar…
João, 6 anos

3. - Pai, como é que eu nasci?
- Saíste da barriga da tua mãe, filha.
- Como saí, eu sei. Quero é saber como entrei!
Vera, 4 anos

4. Numa conversa com a tia:
- Tia, quando é que vamos ao Jardim Zoológico?
- Em princípio, no sábado.
- E no fim?
Carina, 8 anos

5. Eu estava a arranjar-me para sair com o meu marido quando a minha filha comentou:
- Onde é que a mãe vai?
- Vou sair, filha, mas é um programa de adultos.
E ela vira-se para o pai e diz:
- Pai, a mãe vai sair num programa de adultos. E nós vamos onde?
Luísa, 5 anos

6. - Sabes, mãe, as nuvens estão escuras porque foram buscar água aos lagos. E agora os patinhos não têm água para nadar...
Mara, 3 anos

7. - Avó, o que é esta coisa preta na comida?
- É tempero, querida. Chama-se orégãos.
- Ó avó, os orégãos no meu prato mexeram as asas!
Teresa, 4 anos

8. Quando for grande, quero trabalhar na NASA!
- Boa, Catarina, vais ser astronauta?
- Não, vou ser um ET.
Catarina, 3 anos

9. Logo de manhã:
- Filha, tens de dormir na tua cama porque a mãe acorda sempre com dores nas costas.
- Mas mãe, se eu me deitar na minha cama amanhã tenho de a fazer de novo.
Mimi, 5 anos

10. - Mãe os antepassados dos humanos eram macacos?
- Sim, filho.
- Então os pais da avó eram macacos!
Kiko, 5 anos

11. Uma vez, ia no carro e perguntei ao meu filho:
- Miguel, na sala de aula onde penduras o teu casaco? No bengaleiro?
- Não mãe, penduro no casaqueiro, na nossa sala não há bengalas.
Miguel, 6 anos

12. - Mãe, cá em casa não há chaminé. Como é que o Pai Natal vai descer?
- Não sei… Mas já pensaste que, se tivéssemos chaminé, o Lobo Mau também descia?
- Pois, só que o Lobo Mau não existe!
João Francisco, 4 anos

13. Andávamos à procura de lugar para estacionar num centro comercial e perguntei ao meu filho:
- Isto está mesmo cheio. Consegues ver algum lugar?
- Imensos, pai, mas estão todos ocupados.
Rodrigo, 5 anos

14. Eram dez da noite e a Inês, que estava já na cama,
pediu-me para comer:
- Avó, podia dar-me uma banana?
- Uma banana, agora? Isso é um bocadinho pesado.
E ela:
- Então a avó segura na banana e eu como!
Inês, 4 anos

15. - Nonô, tens de comer para cresceres e ficares grande.
- Eu não quero crescer, tenho medo das alturas!
Leonor, 3 anos

16. Uma vez, o meu filho Pedro viu uma rapariga bonita numa revista e disse-me:
- É igualzinha à mãe.
Fiquei toda contente, claro.
- Obrigada, filho.
E ele saiu-se com esta:
- Só que a barriga dela está vazia e a da mãe está cheia.
Pedro, 3 anos

17. Estávamos a conversar ao pé do cão, o Fritz, que adotámos já velhote,
e a Rita perguntou:
- Mãe, porque é que os dentes dele são tão escuros?
Armada em esperta, aproveitei para fazer pedagogia:
- Porque ele não lava os dentes.
Já viste o que é que te acontece se não lavas bem os dentes?
- Transformo-me num cão?
Rita, 4 anos

18. Agarrei na vassoura para varrer as migalhas do
chão da cozinha e a minha sobrinha perguntou-me:
- Tia, o que é que vais fazer?
- O que é que achas, Joana?
- Vais voar!
Joana, 6 anos

19. - Maria, que tema é que gostavas que a tua festa de anos tivesse?
- Capuchinho Vermelho.
- A sério…?
- A sério, pai.
- Certo. Então vamos comprar um fatinho vermelho para ti.
- Mas eu quero ser o Lobo Mau.
Maria, 3 anos

20. - Avó, avó!
O avô responde:
- Diz Tomás
E ele responde:
- Estou a chamar a tua namorada, não és tu!
Tomás, 6 anos

21. Soluço é quando o coração está a tossir.
Ricardo, 3 anos

22. O Zé estava com a mãe e a irmã, quando a mãe lhe pediu um favor:
-Zé, espera um pouco que vou trocar a tua irmã.
E ele suplica:
-Troques mãe, eu gosto muito dela.
Zé, 5 anos

23. Avó, o amor selvagem não é muito perigoso?
Luísa, 7 anos

24. O Augusto estava na sala e gritou para o irmão que estava na cozinha:
- Gabriel, traz-me um limão!
Eu, na cozinha, disse:
- Não ouvi a palavra mágica, Augusto.
- Gabriel traz-me o limão, abracadabra.
Augusto, 7 anos

25. - Tia, eu e minha irmã encontramos um cãozinho debaixo do “Augusto”.
- Mas quem é o Augusto?
O meu sobrinho olhou-me com um ar confuso e perguntou:
- Tia, o “augusto” não é aquela árvore pequena que fica no chão?
Lourenço, 5 anos

26. Entre amigos.
O Eduardo reclamou: - Eu não gosto do Rafa.
O Rafa defendeu-se:
- Eu adoro eu.
Eduardo, 6 anos
Rafael, 3 anos

27. Estava a recolher a roupa do estendal e a minha filha observava atentamente.
Então, perguntei:  - Queres ajudar o pai?
Ao que ela respondeu: - Não, pai. Estou bem assim, muito obrigada.
Mariana, 4 anos

28. Numa conversa sobre sonhos e pesadelos, a Beatriz estava muito mal por causa de um pesadelo que teve e questionou:
- Os adultos também têm pesadelos?
- Sim, na semana passada tive um, em que o pai estava a namorar com outra menina. Fiquei triste e acordei com o coração acelerado.
- Eu vou arranjar outro!
Beatriz, 7 anos

29. Estávamos numa festa de um amigo do meu pai e ele cozinhou um caranguejo para comermos.
Passou de mesa em mesa, até que chegou à nossa e perguntei:
- Então Vitória, gostas de caranguejo?
- Do caranguejo gosto, só não gosto de o comer.
Vitória, 6 anos

30. Estávamos a falar da vaca e do burro que estão no presépio e expliquei ao meu filho que os animais estavam lá para aquecer o menino Jesus.
Ele vira-se e diz:  - Pois, o menino Jesus também só está de cuecas.
Kiko, 3 anos

31. Numa conversa com o meu filho decidi elogiá-lo:
- Filho, tu és um amor.
- Mãe, tu és a minha amora.
Samuel, 4 anos

32. - "Gosto muito de mimos. O mimo é muito lindo para toda a vida!”
Bernardo, 5 anos

33. - “Não vais morrer já, pois não? Só daqui a 500 dias, não é?”
Bernardo, 5 anos

34. - “A minha filha, depois de se fartar de chorar para me deixar pentear o cabelo e de eu reclamar que ninguém chorava quando punha spray desembaraçador, disse: - "eu também não chorei quando puseste o spray!"
Joana, 4 anos

35. “Em tempos disse à minha filha que só podia coçar os olhos com o cotovelo. Certo dia, ela pediu-me o cotovelo emprestado. E, perguntei para quê o queria. Ao que ela respondeu: - Para coçar os olhos”.
Joana, 4 anos

36. Ao almoço:
Mãe, temos de sair da nossa zona de conforto.
Aí é, filho, então?
Temos de sair de uma zona de conforto para outra zona de conforto.
Francisco, 5 anos

37. - A semana passada, ao jantar, o meu filho viu o pai deixar cair a comida para o chão e disse-lhe logo: - “Ó pai, agora chateia-te contigo pópio” (próprio).
Diogo, 5 anos

38. - Ao sair de casa, pedi ao meu sobrinho para chamar o elevador. Enquanto fechávamos a porta, ele começou a gritar: - “Elevadooooooor”!
Anónimo, 4 anos

39. - Mãe, estou contente!
- Porquê?
- Porque Adoro de ti!
Duarte, 3 anos

40. Estava a conversar com a minha filha de 6 anos sobre as profissões; ela disse que gostava de ser auxiliar dos bebés e eu disse: "estuda para seres educadora"
"Oh mamã, Educadora não, esforço muito a voz!"
Sofia, 6 anos

41. - A semana passada, ao jantar, o meu filho viu o pai deixar cair a comida para o chão e disse-lhe logo: - “Ó pai, agora chateia-te contigo pópio” (próprio).
Diogo, 5 anos

42. - Ao sair de casa, pedi ao meu sobrinho para chamar o elevador. Enquanto fechávamos a porta, ele começou a gritar: - “Elevadooooooor”!
Anónimo, 4 anos

43. Estava a estudar geografia com as minhas filhas e perguntei:
- Meninas, quais são os movimentos da Terra?
- Rotação e inflação!
Helena, 6 anos

44. Num restaurante, a empregada de mesa veio fazer os pedidos.
- Eu quero um whisky!
- Mas, Márcio, não tens idade para isso!
Ele apontou para a carta e disse:
- Claro que tenho, mãe! Está escrito aqui: whisky, 8 anos, e whisky, 12 anos. Eu quero o de 8!
Márcio, 8 anos

45. Depois do Ano Novo, fomos tomar um café a casa dos nossos amigos. A Cecília olhou para a árvore de Natal ainda montada e disse:
- Hum, dessa árvore eu ainda não recebi nenhum presente. ⠀
Cecília, 2 anos
46. Conversa entre o meu irmão e a senhora que trabalha aqui em casa:
- Ei, Luís, não queres ir lá para casa morar comigo?
- Sabe fazer bolos? ⠀
Luís, 5 anos

47. Nuno levou a vacina e, no dia seguinte, o lugar da picada ainda estava dorido. Então eu disse:
- Amor, vou buscar um remédio de dor para tomares.
- Não, mamã, quero um remédio sem dor!
Nuno, 4 anos

48. Perguntei ao meu sobrinho: ⠀
- João, achas que a tia está velha? ⠀
Ele olhou para mim, pensou e respondeu: ⠀
- Ahhh tia, só a cara. ⠀
João, 5 anos⠀

49. Numa conversa entre irmãos, o Dudu estava a falar sobre as roupas com proteção UV:⠀⠀
- São muito importantes, porque protegem contra os raios "ultraborboletas".⠀
Dudu, 6 anos

50. - Mãe, estou com um problema de pressão. ⠀
- O que aconteceu, filha? ⠀
- Se eu olhar para este prédio alto, tenho a "pressão" que vai cair em cima de mim! ⠀
Maria, 4 anos

51. - André, sabias todas as perguntas do teste? ⠀
- Não, mãe. Só sabia as respostas! ⠀
André, 8 anos⠀

52. -
Mãe, estou com um problema de pressão.
- O que aconteceu, filha?
- Se eu olhar para este prédio alto, tenho a "pressão" que vai cair em cima de mim!
Maria, 4 anos

53.
- Helena, ajudas a mamã a escolher um vasinho para colocarmos estas flores?
- Mamã, é melhor colocar na sanita. Ao menos lá, tem água.
Helena, 4 anos

53. -
Mamã, se o papá plantou uma sementinha em ti, por que é que eu não sou uma fruta?
Alice, 4 anos

54.
- Filho, preferes uma casa ou um apartamento?
- Prefiro um hotel, papá.
Duarte, 4 anos

55.
- Mãe, preciso de fazer uma apresentação na escola, mas ainda não sei o que fazer…
- Podes contar uma piada ou cantar uma música. O que achas melhor?
- Não ir à escola.
Óscar, 5 anos

Fonte: Site Frases de Crianças e originais (enviadas pelos seguidores, nas redes sociais)