HÁ DIVERSÃO NA BIBLIOTECA

EO 2021 ÁguedaAtividadesA Partir de 12 Nov.M/40€
slider

ATIVIDADE GRÁTIS

O mês de novembro traz programas imperdíveis à Biblioteca Municipal Manuel Alegre!

Com os programas "Porque hoje é sábado...", "Sexta na BMMA" e com as exposições da Biblioteca Municipal Manuel Alegre, as famílias têm tudo para passar um serão animado!

PROGRAMA

MAS QUE RAIO DE COISAS É ESTA?
Este ano a Mundos de Vida completa 10 anos da Missão Pijama!, celebrando o direito de uma criança crescer em família. A Biblioteca associa-se mais uma vez a esta iniciativa promovendo uma sessão com a contadora aguedense Tânia Silva.Traz o teu pijama vestido e o teu peluche favorito e vem, em família, comemorar este dia tão especial!
"Nesta sessão de contos, as histórias surgem de objetos do quotidiano. Como é que uma colher nos pode dar vontade de rir? E como é que um relógio nos assusta? Surpresa, admiração, medo e divertimento: tantas emoções à espera."
20 nov.: 11h

FADO MIMADO
Um palhaço mimado, não do mimo que lhe dão mas da mímica que ele faz. Uma cantora prendada, um instrumento na mão e a vida em tempo de paz. O palhaço e a cantora estão juntos na mesma arena. Ela é linda e sedutora, já dele... só temos pena! A história de um azarado, mal-amado, desgraçado ou, talvez, abençoado. Canta-se o destino do menino até ser um belo rapaz. Mas o karma deste herói, num futuro que até dói, vai mostrar de que é capaz. Não é história de encantar, pode ser minha ou a tua... tudo aqui vamos mostrar, menos a cantora nua. Barulho, que se vai mimar o fado! Até já e obrigado!
27 nov.: 11h

SEXTA NA BMMA  - O LEITOR PARTILHA
Este trimestre os jovens leitores da Biblioteca decidiram partilhar as suas culturas com a comunidade, propondo uma viagem por diversas culturas da América do Sul.
Todos têm um ponto em comum: múltiplas identidades!
Obs.: O jovem leitor Abdu (Abd Elrahman) apresentará a sua cultura brasileira de uma forma lúdica e diferente.
12 nov.: 18h

EXPOSIÇÃO “LUSÍADAS, A ALMA DA (NOSSA) GENTE”
"Lusíadas, a alma da (nossa) gente" é uma exposição composta por 16 pinturas a óleo sobre tela, inspiradas na obra “Os Lusíadas” de Luís de Camões e ordenadas tendo em conta os X Cantos da obra.
Sergio Azeredo, presidente do Grupo AveiroArte, escreveu em 2019 "A pintura de Gina Marrinhas conta-nos uma história de emoções profundas, que exprime o inconsciente-consciente pessoal. Apologia sensorial que valoriza a imagem, de impacto visual assumido, e mergulha nas águas de um oceano turbulento, cheio de belezas inocentes, que parecem atingidas pela tristeza, em meios sorrisos interrogativos e plenos de ironia esboçada, sussurrando segredos."
Gina Marrinhas nasceu em 1950, em Macinhata do Vouga, concelho de Águeda, distrito de Aveiro. Estudou em Aveiro e em Lisboa. A sua necessidade de aperfeiçoamento no campo da pintura levou-a até a Fundação Calouste Gulbenkian e até à Cooperativa Artística Árvore, onde frequentou, durante cinco anos, aulas de pintura com o prof. Alberto Péssimo, além de ter obtido formação, também, no atelier do mestre. É sócia do AveiroArte. Expõe individualmente desde 1999.
2 a 30 nov.

EXPOSIÇÃO "HISTÓRIA DO FADO"
A Biblioteca Municipal Manuel Alegre promove uma série de ações culturais para celebrar os 10 anos da elevação do Fado à categoria de Património Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO.
É neste âmbito que a BMMA partilha no seu edifício a Exposição "História do Fado" composta por 20 cartazes, com texto e imagens que permitem criar uma narrativa histórica sobre esta expressão artística. A mostra resulta de uma parceria entre o Camões, I.P., o Museu do Fado e a EGEAC, e tem origem na classificação pela UNESCO do Fado como Património Imaterial da Humanidade, em 2011.
Património Cultural Intangível da Humanidade é uma distinção criada em 1997 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura para a proteção e o reconhecimento do património cultural imaterial, abrangendo as expressões culturais e as tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito da sua ancestralidade, para as gerações futuras. São exemplos de património imaterial: os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, as festas e danças populares, lendas, músicas, costumes e outras tradições.
A cada dois anos são escolhidos os bens a partir das candidaturas apresentadas pelos países. A primeira lista de bens inscritos foi divulgada em 2001, seguida por outras duas, em 2003 e 2005, totalizando 90 bens imateriais inscritos.
a partir de 27 nov.