SAÚDE ORAL NA GRAVIDEZ

EO 2017 Saúde Materna | Fonte: Walk’in Clinics
  • slider

A ideia de que os dentes enfraquecem na gravidez porque o bebé retira cálcio à gestante é um mito?

As mudanças fisiológicas que ocorrem durante a gravidez, nomeadamente as hormonais, podem provocar alterações significativas na sua saúde oral das grávidas. Os problemas orais mais comuns durante a gravidez estão relacionados com gengivites (doença periodontal) e tumores (epúlide gravídica).

Gengivite gravídica
Alguns estudos têm demonstrado que doenças gengivais podem aumentar o risco de parto prematuro e de o bebé nascer com baixo peso. Sendo que quando o problema gengival acontece entre as 21 e 24 semanas de gravidez (durante o segundo trimestre), é quatro a sete vezes mais provável acontecer parto prematuro (dar à luz antes das 37 semanas). Contudo, se o problema gengival for tratado atempadamente, diminui consideravelmente a probabilidade de parto prematuro ou o bebé nascer com baixo peso.

Os sintomas da gengivite gravídica, não são diferentes da gengivite normal, as gengivas ficam mais vermelhas, inflamadas e com hemorragia.

Qualquer gengivite só se desencadeia na presença de placa bacteriana, neste sentido, para minimizar a incidência e os efeitos desta doença, as gravidas devem praticar uma boa higiene oral. Escovar os dentes duas vezes por dia, durante pelo menos dois minutos de cada vez, usar fio dental, alterar maus hábitos alimentares e fazer check-ups regulares com um médico dentista, são medidas importantes para tratar e prevenir uma gengivite. O tratamento da gengivite gravídica inclui raspagem e alisamento radicular e é realizado por um médico dentista.

Epúlide gravídica
Epúlide gravídica ou tumor gravídico, apesar do nome ser assustador, na realidade este tumor não é canceroso nem perigoso, embora possa causar algum desconforto. Normalmente desenvolvem-se durante o segundo trimestre da gravidez.

Caracteriza-se por um nódulo que cresce, habitualmente, na linha da gengiva superior, embora possam também ser encontrados noutros lugares da boca. Este nódulo sangra facilmente e pode formar uma úlcera ou uma crosta. As causas exatas são desconhecidas, no entanto a má higiene oral está associada ao tumor gravídico.

O tumor gravídico desaparece depois do parto. Nalguns casos o crescimento do tumor (nódulo) interfere com a fala e torna-se desconfortável ao comer, neste caso pode ser necessário proceder à sua remoção. Contudo, cerca de metade das vezes, o tumor, mesmo após a remoção, volta a crescer.

Conclusão
A melhor maneira de evitar problemas na saúde oral é a prevenção. Deste modo, se está ou se conhece alguém que esteja a pensar engravidar, o melhor concelho é que visitar um médico para identificar, tratar e/ou prevenir qualquer problema oral antes de engravidar.

Na Walk'in Clinics pode encontrar um atendimento ajustado à sua conveniência, com a qualidade de uma equipa de profissionais em saúde oral inteiramente ao seu dispor, para tratar qualquer problema, para esclarecer qualquer dúvida. Porque a saúde oral é fundamental para o seu bem-estar geral.

Sabia que…
A ideia de que os dentes enfraquecem na gravidez porque o bebé retira cálcio à gestante é um mito? O cálcio presente nos dentes da gestante não está disponível para a circulação sistémica, como tal não é possível o bebé consumir este cálcio.







Conteúdo desenvolvido por Walk’in Clinics.




A Walk´in Clinics tem uma equipa multidisciplinar que reúne médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos, nutricionistas e podologistas disponíveis para acompanhar e aconselhar ao longo do ciclo de vida.

Mude a forma como cuida de si. Comece hoje!

walkinclinics.pt
808 202 080