A IMPORTÂNCIA DOS PREBIÓTICOS PARA A SAÚDE DA PELE DOS BEBÉS

EO 2016 Saúde | Fonte: Barral
  • slider
  • slider

Até aos 3 anos de idade, a pele dos bebés é frágil, imatura e precisa de tempo para se desenvolver e adquirir todas as suas funcionalidades de proteção e de regulação de temperatura corporal.

Até aos 3 anos de idade, a pele dos bebés é frágil, imatura e precisa de tempo para se desenvolver e adquirir todas as suas funcionalidades de proteção e de regulação de temperatura corporal.

Por esta razão, a pele dos bebés está mais exposta a agressões de agentes do meio ambiente, a medicamentos ou a produtos de higiene desadequados. Isto acontece porque os bebés têm uma pele muito fina e com um pH mais neutro, o que fragiliza a sua flora protetora.

Para os conseguirmos proteger, é fundamental manter o equilíbrio.

A pele dos bebés só está saudável e protegida, se conseguirmos regular a sua flora cutânea, isto é, se conseguirmos manter um equilíbrio perfeito entre microrganismos, privilegiando o desenvolvimento dos microrganismos benéficos.

Há equilíbrio quando os agentes benéficos conseguem realizar a sua função de proteção contra os agentes nocivos. Fatores como a utilização de produtos desadequados ou com conservantes, carências nutritivas ou fatores do meio ambiente, propiciam o desenvolvimento mais rápido dos microrganismos agressores. Assim, eles conquistam mais espaço, aumentando o pH da pele que se torna alcalino (pH>7) e inadequado para o desenvolvimento dos organismos protetores.

Conclusão: O equilíbrio é posto em causa, as bactérias benéficas deixam de conseguir desenvolver-se e de proteger a pele frágil do bebé das bactérias nocivas que penetram na pele, originando problemas como irritação, prurido ou inflamação.

Investigações científicas recentes demonstram que, na presença de um ingrediente prebiótico dermatológico, as bactérias benéficas recuperam e crescem mais rapidamente. Mesmo quando o equilíbrio é perturbado, o prebiótico contribui para o desenvolvimento das bactérias benéficas, uma vez que é consumido apenas por estes microrganismos.

Resultado:
Como as bactérias benéficas se desenvolvem muito rapidamente, as bactérias nocivas ficam sem espaço disponível para se desenvolver e a flora cutânea fica regulada.

Com prebióticos, a pele frágil dos bebés fica mais resistente ao meio ambiente. As suas defesas ficam mais ativas e a pele exerce melhor a sua função de barreira protetora.



Produtos recomendados:
Barral cuida das futuras mamãs há já 170 anos. Agora chega a vez dos mais pequeninos. A pensar neles a Barral desenvolveu a BabyProtect®,  uma linha inovadora de produtos que protege a pele do bebé recém nascido. Com prebiótico dermatológico, Barral BabyProtect® ajuda a regular a flora cutânea e a proteger a barreira da pele, com toda a qualidade e segurança que o seu bebé merece e precisa. Toda esta linha é hipoalergénica, não tem parabenos, é não comedogénica, não tem glicóis e tem elevada tolerabilidade cutânea e ocular.