LANGUR-DE-JAVA

EO 2015 Vida Animal | Fonte: Jardim Zoológico de Lisboa
  • slider

O Langur-de-Java passa a maior parte do tempo nos ramos das árvores, onde se desloca de forma quadrúpede.

Alimenta-se de folhas e flores, mas também de frutos e larvas de insetos.

Um capuz formado pelo tufo de pelo na cabeça é a característica que distingue os Langur-de-java. Na face não apresentam pêlos, sendo que a sua coloração varia entre o negro e o azulado. Os mais jovens costumam apresentar uma pelagem mais clara e alaranjada, enquanto os adultos têm uma coloração negra. A distinção entre as fêmeas e os machos é feita pela mancha clara que as fêmeas apresentam na zona púbica.

Os Langur-de-java podem atingir os 65 cm, enquanto a cauda, a parte mais longa do corpo, chega aos 87 cm de comprimento e o peso médio é de 7kg. Esta espécie vive em florestas tropicais e zonas periféricas, maioritariamente na Indonésia, Ilha de Java, pequenas ilhas de Bali, Lompok, Palu, Sempu e Nusa Barung.

O Langur-de-java é mais ativo durante o dia e vive em grupos de até 7 animais, apenas com 1 ou 2 machos. As fêmeas são muito agressivas e a responsabilidade das crias é partilhada por todo o grupo. O acasalamento desta espécie ocorre anualmente e o período de gestação é de 6-7 meses. As crias são amamentadas durante um ano e a maturidade sexual é normalmente atingida aos 4-5 anos de idade.

As principais ameaças ao Langur-de-java são a perda e diminuição do habitat, devido à ocupação humana e à agricultura. A caça para consumo humano e comércio ilegal são também comuns. A União Internacional para a Conservação da Natureza considera os Langur-de-java uma espécie vulnerável.

Venha conhecer este primata ao vivo no Jardim Zoológico!

Texto desenvolvido pelo Jardim Zoológico de Lisboa