PRESENTES SOLIDÁRIOS

EO 2017 Projeto Social | Fonte: Fundação Fé e Cooperação
  • slider

Este Natal, ofereça um presente que dura a vida inteira! Ajude nas condições reais de vida de inúmeras famílias dos Países Lusófonos.

Através da Campanha Presentes Solidários 2017, está a contribuir de forma concreta para a melhoria das condições reais de vida de inúmeras famílias dos Países Lusófonos. A sua compra, feita em nome de um amigo, colega ou familiar, será um motivo de esperança para a vida de tantos homens, mulheres e crianças que nestes países enfrentam situações adversas a um desenvolvimento justo e sustentado.

Catálogo dos Presentes Solidários 2017:
- Angola – Consulta no Dentista
- Brasil - Livros para Biblioteca
- Cabo-Verde – Mensalidade no Jardim Infantil
- Guiné-Bissau – Maleta de Pintura
- Iraque - Cimento e Tijolos
- Moçambique - Uniforme Escolar
- Portugal - Bolsa do Voluntário
- Timor Leste - Kit de Higiene Infantil
- São Tomé e Príncipe - Lençóis e Toalhas
- Portugal 2 - Cabaz da Terra
- Angola XL - Balança para bebés
- Guiné-Bissau XL - Ferramentas para Escultor
- Moçambique XL - Pintura de Sala de Aula

Os Presentes Solidários são identificados pela Fundação Fé e Cooperação (FEC) ou pelos seus parceiros no terreno, de forma a corresponderem a necessidades reais e muito bem definidas das populações em causa. Procura também que todos estes presentes sejam adquiridos no terreno como forma de potenciar e promover as frágeis economias locais.

Como funciona?

1 Escolha o(s) presente(s)
O catálogo dos Presentes Solidários encontra-se disponível no site da campanha.

2 Ecomende o(s) presente(s)
Faça a sua encomenda através do site da campanha.

3 Ofereça o(s) presente(s)
Depois de receber o(s) Presente(s) Solidário(s) na sua caixa de email ou na sua morada, poderá entregar aos seus amigos, colegas e familiares que deseja surpreender nesta época festiva.

4 Entrega do(s) presente(s)
Após a data de encerramento da campanha (6 jan. de 2018), o montante angariado é transferido para os parceiros no terreno. São eles que garantem a aquisição dos respetivos bens nos mercados e serviços locais como forma de promoverem as economias frágeis destas comunidades.

A entrega dos bens é testemunhada através de fotos, vídeos e testemunhos escritos.

Saiba mais no site.