O EMPURRÃO QUE FAZ A DIFERENÇA

EO 2018 Partilhas por Catarina Furtado
  • slider

A Jéssica é das melhores futebolistas da seleção nacional e joga na equipa espanhola do Levante. Apareceu na Corações com Coroa há seis anos e é hoje uma role-model.

Neste dia que vos escrevo, a Jéssica Silva faz anos e eu gostava de partilhar a sua história inspiradora. A Jéssica apareceu na Corações Com Coroa há seis anos como candidata a uma bolsa de estudo CCC. Era estudante e futebolista. Não tinha recursos financeiros para continuar a estudar e a sua autoestima não estava bem regada. Mas tinha o mais importante: talento, inteligência, doçura, vontade. Precisava que lhe pegassem ao colo e acreditassem nela. Precisava de sentir que a mãe e os muitos irmãos ficavam bem com ela longe, a caminhar em direção aos seus sonhos para que, depois, os pudesse ajudar a todos.

A CCC deu-lhe o que precisava: a bolsa mensal e o apoio biopsicosocial da nossa psicóloga, Yasmin Gonçalves, e da assistente social Umera Assanali. A Jéssica retribuiu em doses avassaladoras de orgulho, com os altos e baixos próprios dos grandes atletas e lesões pelo meio. Mas desistir nunca foi verbo da nossa Jéssica, que é hoje uma das melhores futebolistas da Seleção Nacional e joga no Levante, em Espanha. Os seus passes são elogiados e correm as redes sociais com milhares de “likes”. A Jéssica é uma role model.

A CCC já atribuiu 14 bolsas de estudo a raparigas que estavam em risco de abandonar o ensino por se encontrarem numa situação de vulnerabilidade social – duas delas, já mães; uma, mãe adolescente. Estas bolsas pretendem assegurar, num período até três anos, a continuidade das jovens no ensino secundário e universitário, promovendo a sua capacitação e autonomia, visando a plena integração no mercado de trabalho e a promoção de uma cidadania ativa. Possibilitam às bolseiras a aquisição de material e equipamento escolar, pagamento das propinas, deslocações, comunicações e alimentação. O objetivo é evitar a desistência escolar e o fim dos seus sonhos.

Através do apoio biopsicosocial, trabalha-se a autoconfiança e a estabilidade socio-afetiva, reduzindo fatores disruptivos que criam constrangimentos ao desenvolvimento pessoal. A equipa do projeto funciona de forma articulada, ajudando as jovens a acreditar em si e a fazer a passagem para a universidade. Temos bolseiras que abraçaram cursos nas mais diversas áreas, do Desporto à Engenharia e Gestão Industrial, passando pelo Turismo, Artes, Fisioterapia, Enfermagem e Direito.

O nosso sonho, o meu sonho, é que um dia todas as nossas 14 bolseiras se transformem em “role models” como a Jéssica ( três delas já o são nas suas áreas!) . Mas se vos disser que estão mesmo todas no caminho certo para isso vir a acontecer e que ainda vão ouvir falar de cada uma delas, só podem acreditar em mim!

Catarina Furtado