NOME DO BEBÉ? FAÇA ESTES TESTES ANTES DE DECIDIR

EO 2019 Família
  • slider

Eis um assunto sobre a qual quase toda a gente gosta de falar: nomes. Mas, quando se trata de decidir como se vai chamar o nosso filho, tudo se complica. Num artigo bem-humorado, um jornal britânico recomendou fazer alguns testes antes de se escolher o nome do bebé.

Maria foi o nome feminino eleito pela maioria dos novos pais portugueses em 2017, e Santiago o masculino. No caso das raparigas, seguiram-se Leonor, Matilde, Beatriz e Carolina. No dos rapazes, Francisco, João, Afonso e Rodrigo. Pode-se dizer que, à excepção de Santiago, todos são nomes tradicionais.

Mas nem sempre é assim. Quem disse que é fácil escolher o nome de um filho? Não é. E as razões para isso são diversas. O jornal The Independent fez um artigo onde enumera alguns fatores que os pais têm em conta na altura de avançar para o batismo do seu descendente. Fala da predileção de alguns casais pela excentricidade e do desejo de outros por algo completamente original. Lyonce, diz-lhe alguma coisa?

O teste da Internet
Graças ao poder da Internet, “consegue ver num instante se o nome pelo qual se apaixonou não está ligado a nenhum criminoso da história”, diz Michelle Woo, editora do blogue Lifehacker. Mesmo que pense que criou um nome totalmente original, faça o teste antes de avançar para a Conservatória.

O teste do recreio
O nome até pode soar-lhe maravilhoso, mas diga-o em voz alta num local público para ver se funciona ou se parece ridículo. Tendo em conta a quantidade de tempo que seu filho passará no recreio, este teste é fundamental.

O teste do tempo
Hoje parece-lhe lindo, mas será que esse nome delicioso resistirá ao tempo? Não acabará por tornar-se desadequado ou insuportável?, pergunta o The Independent. Cuidado com o nome de cantores e atores da moda.

O teste de pressão
Dar o nome de um ídolo ou de uma figura internacionalmente famosa pode ser um problema para a criança. Pense como será viver a vida toda com nome Obama, Ronaldo ou Madonna…

O teste do “ex”
“Dar ao seu filho o nome de um antigo namorado pode não ser uma grande ideia”, diz Michelle Woo. Acontece o mesmo com o nome de um ex-amigo colorido ou de um colega insuportável do trabalho e ainda o daquela tia chata. “É melhor evitar os nomes que deixam um gosto amargo na boca.”

O teste da alcunha
Tente que o nome escolhido não seja fácil de adulterar e tornar-se uma piada.

O teste de tradução
Um nome que tem uma determinada tradução num idioma pode significar algo totalmente diferente num outro. “Antes de tomar a decisão final, digite-o no Google Tradutor para garantir que não tem nenhum significado ‘estranho’ noutras línguas.”