UM MUSEU QUE É DE CHOCOLATE

EO 2016 Porto e NorteMuseu
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider

Em Viana do Castelo, um edifício centenário onde em tempos se fabricava chocolate, é hoje um museu e um hotel de se comer até mais não.

O edifício onde antes nascia um aroma doce que enchia as ruas da cidade, é hoje um espaço recuperado totalmente dedicado ao chocolate. No seu interior há um museu e um hotel onde se pode viajar à descoberta das origens, e das curiosidades que envolvem o inesquecível sabor do chocolate. Se Viana do Castelo já tinha muitos motivos para ser visitada, agora tem mais um.

Nas salas do Museu do Chocolate, pequenos e grandes vão aprender muito sobre este rico alimento e viver experiências sensoriais giríssimas graças ao uso de tecnologia 3D e 4D. Com estas tecnologias é possível reviver a viagem e a chegada de Cortez à América do Sul, o seu percurso até encontrar o Cacau e a sua receção pelo imperador asteca Montezuma.

Na viagem sentem-se cheiros, vento e calor. Na sala onde é recriada a plantação de cacau podemos ouvir o canto dos pássaros exóticos da América do Sul e, ainda, respirar o cheiro da terra sentindo o calor e humidade, condições próprias das regiões onde se cultiva a planta do cacau. Nesta viagem aos trópicos, os visitantes são também levados às primeiras civilizações que utilizaram o cacau na alimentação, através da recriação de momentos da história das civilizações astecas e maias. O museu inclui ainda um espaço que recria todo o processo de produção, tal como numa unidade fabril. Aqui, uma surpresa: na sala da fábrica, podemos participar ativamente no processo, produzindo o nosso próprio chocolate, que levamos para casa como recordação no final da visita.

Mas este museu é, também, o Hotel do Chocolate. Por isso vale bem a pena ter um fim de semana doce num edifício que em todos os pormenores nos remete para o chocolate. Mais parece que estamos dentro de uma gigantesca tablete. Dos tetos às almofadas dos quartos, dificilmente nos vamos esquecer desta estadia, principalmente os mais pequenos que vão achar imensa graça a tudo isto.

Hospedados num hotel tão original, há que tirar partido de estarmos numa das cidades mais bonitas de Portugal. E Viana do Castelo tem muito para mostrar. Desde logo, a própria cidade. Os edifícios antigos, brasonados, são os mais bonitos mas toda a zona histórica é muito bonita.

A não perder nesta visita é o Museu do Traje em plena Praça da República. No antigo e bonito edifício do Banco de Portugal viajamos pela riqueza etnográfica dos trajes tradicionais de Viana. Na caixa-forte do banco, a Sala do Ouro é uma joia com a exposição de peças da típica ourivesaria vianense. Os mais novos vão adorar entrar num cofre.

Também do agrado dos mais pequenos será a visita ao Navio Hospital Gil Eannes, na doca da cidade. Da antiga frota do bacalhau, este navio é uma agradável surpresa. Não é todos os dias que podemos ver como em alto mar se faziam cirurgias ou se hospitalizavam os pescadores nas enfermarias de um barco. Mas, melhor ainda, graças a um simulador, semelhante ao que existe em muitas escolas náuticas, os visitantes também, podem ter uma experiência de navegação. O utilizador passa a comandar o navio, tal como um Comandante de Mar, e pode também treinar a entrada na doca de pesca e posicionar-se ao lado do Navio Hospital Gil Eannes.

Sem dúvida, muitas razões para um fim de semana inesquecível, que começou com um cheirinho a chocolate.