OESTE MÁGICO

EO 2019 Região de LisboaPasseio
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider

Descubra em família os tesouros de Leiria, com uma visita ao castelo, a um museu especial e, se tiver tempo, à estação de comboios. Depois vá à Nazaré, um dos lugares mais tradicionais de toda a costa portuguesa. Pelo meio aprecie a tranquilidade de São Pedro de Moel. Que belo passeio.

As ondas gigantes surfadas por McNamara pusseram a Nazaré nas bocas do mundo, mas muito antes disso já esta região espalhava magia. A nossa proposta para dois dias de viagem passa por uma das zonas mais bonitas do País – a região de Leiria-Nazaré.

E a magia começa com um salto até à Idade Média, no castelo de Leiria. Armaduras, escudos e espadas não faltam neste lindíssimo castelo para pequenos e grandes imaginarem as batalhas de antigamente. A paisagem é magnífica e o castelo também.

Depois do passado mais longínquo, um novo salto na História. A seguir ao almoço, a viagem é até ao mundo mágico das imagens. No museu MiMo, o Museu da Imagem em Movimento, bem perto do castelo de Leiria, pode descobrir como em pouco mais de cem anos o Homem viajou pelos limites da imaginação e criou a fotografia e o cinema. Uma visita para conhecer máquinas mágicas com nomes como megaletoscópio ou zoogroscópio. Todos vão adorar este museu diferente mas muito divertido.

Leiria é paragem principal da Linha do Oeste. Se puder faça uma visita à estação, decorada com azulejo e apresentando num dos painéis um roteiro turístico com trajes regionais, feiras, mercados, romarias e comboios. Os desenhos foram criados pelos pintores Luís Fernandes e Ernesto Korrodi, e executados por L. Battistini em 1935, na Fábrica Constância, em Lisboa.

No final do dia siga até S. Pedro de Moel, uma povoação muito acolhedora, em forma de concha, onde o mar e o pinhal dão um ar de repouso pouco comum. Um jantar com vista para o oceano é sempre um momento delicioso para ser vivido em família. Depois, vá a pé até ao Farol de S. Pedro – também conhecido por Farol do Penedo da Saudade. Nunca mais esquecerá a imagem da luz do farol a refletir no mar, misturada com o som das ondas que no fundo do penhasco lembram que o oceano está mesmo ali. Antes de ir para a cama, no Hotel Mar e Sol, a noite pode ser de grandes jogos de snooker ou de bilhar.

No dia seguinte, se o tempo estiver bom, aproveite a magnífica piscina oceânica ou mesmo o mar e desafie os seus miúdos para dar um mergulho. A praia tem um lindíssimo areal onde todas as brincadeiras são possíveis. Caso não haja calor para ir a banhos, pode aproveitar para passear a pé e conhecer um pouco melhor o famoso pinhal de Leiria. Apesar dos incêndias de 2017 que desvastaram boa parte da área florestal, junto à povoação e à praia ainda persistem zonas verdes.

À hora de almoço é tempo de partir para outro local mágico: a Nazaré. Durante o almoço (de peixe, claro) aproveite para contar aos mais novos a lenda da Senhora da Nazaré e de D. Fuas Roupinho. Vai ver que vão querer ir a correr espreitar o Sítio, onde diz a lenda que tudo aconteceu. Tenha cuidado, porque eles vão querer debruçar-se ao máximo para verem as marcas do cavalo de D. Fuas na rocha, no cimo do fantástico penhasco, que tem uma das mais belas vistas de Portugal. Visite o museu etnográfico para descobrir esta lenda e conhecer melhor um local com tradições tão antigas que ainda hoje se podem ver nas ruas como, por exemplo, as famosas sete saias das mulheres dos pescadores.

Aproveite e vá até ao Forte de São Miguel Arcanjo, também conhecido como Forte do Morro da Nazaré ou simplesmente Forte da Nazaré. Com ondas gigantes como pano de fundo, localizado num penhasco rochoso, a caminho da praia do Norte, este miradouro oferece excelentes vistas panorâmicas sobre a Praia do Salgado e a vila da Nazaré.

Não deixe de passar pelo areal da Praia da Nazaré e visitar o Museu (vivo) do Peixe Seco, cujo principal objetivo consiste na preservação da tradição ancestral da seca do peixe. O espaço está dividido em três núcleos: uma zona de secagem, no areal, um centro interpretativo, na antiga Lota (no Centro Cultural da Nazaré), e uma zona de tratamento do produto.

A visita à Nazaré não podia terminar sem uma viagem no famoso funicular que desce, quase a pique, desde o cimo ao sopé do morro. Trata-se de uma experiência que ninguém esquecerá tão depressa. Para que o dia fique mesmo na memória, durante muitos anos, leve para casa uma miniatura de um barco da Nazaré ou uma boneca das sete saias. Divirtam-se!

Museu da Imagem em Movimento
Largo de São Pedro, 3 | Leiria | 244 839 675

Museu Etnográfico Doutor Joaquim Manso
R. Dom Fuas Roupinho, 22 | Nazaré | 262 562 801

Centro Cultural da Nazaré (Museu do Peixe Seco)
Av. Manuel Remígio | Nazaré | 262 187 729