LUSO E BUÇACO DOS PEQUENITOS

EO 2017 Centro de PortugalPasseio
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider

No centro de Portugal, situa-se um lugar cheio de magia e de encanto. A sua história está associada aos primórdios da procura de bons ares em Portugal.

Luso, vila indissociável das águas termais, e Buçaco, cuja Mata Nacional constitui um património botânico de incalculável valor e uma referência turística no país e no mundo, tornam este local mágico para um fim-de-semana em família.

Antes de chegar ao Luso, pare na Mealhada e saboreie outro elemento patrimonial de referência desta região, o leitão. Se não aprecia o tempero, a maioria dos restaurantes prepara esta especialidade sem molho, mais apropriado ao paladar das crianças.

Chegando ao Luso, instale-se no Grande Hotel do Luso, hotel de referência da estância termal, mesmo no centro da vila e adaptado aos interesses e às necessidades das famílias com crianças. Disponibiliza camas para os mais novos, espaço infantil exterior e interior com jogos, desenhos e espaço para descontrair e, a cereja no topo do bolo, piscina interior aquecida e com monitor para as crianças. Sem grandes luxos, um verdadeiro hotel de família, com diversos pacotes económicos na época baixa.

Durante o dia, aproveite para passear na magnífica Mata do Buçaco e para visitar o Palácio Real (onde está instalado o Palace Hotel Bussaco, um dos mais belos hotéis históricos do mundo). Património histórico, religioso e militar, a Mata Nacional alberga árvores das mais diversas partes do globo, trazidas pelos frades carmelitas quando ali se estabeleceram no seu Mosteiro de Santa Cruz. Esta é ainda pautada pelos Passos da Via Sacra, capelas votivas, alguns abrigos, outrora refúgios dos frades em meditação, pequenos lagos, muitas fontes e extraordinários miradouros.

Há quatro percursos pedestres assinalados, que permitem escolher e identificar os pontos de interesse de cada um. A Floresta Relíquia, um dos trilhos recomendados, contempla plantas autóctones que conservam as características típicas da floresta primitiva, antes da ocupação humana. Os miradouros deixarão qualquer um impressionado, com uma vista que se perde no horizonte e que nos faz viajar para lá das serras. E perder-se nas histórias e na imaginação é o que mais pode acontecer por aqui: sabia que foi no Buçaco que se assinalou a última invasão francesa, a Batalha do Buçaco comandada por Arthur Wellesley, e onde os soldados ficaram enfraquecidos, garantido a retirada das tropas napoleónicas de Portugal?

O Miradouro da Cruz Alta oferece uma vista privilegiada sobre toda a região, entre Coimbra e a Serra do Caramulo, culminando no horizonte atlântico e pode chegar ao seu topo a pé ou de carro. Para saber mais sobre a coragem dos que combateram na Batalha do Buçaco, em 1810, durante a 3ª invasão francesa, visite o Museu Militar.

Os lagos e as fontes também não o deixam indiferente com os seus recantos mágicos. Pode ir até ao centro do Lago Grande e sentir-se no meio de uma ilha ou perder-se no Vale dos Fetos e na imponente escadaria da Fonte Fria.

As antigas casas dos Guardas Florestais, recuperadas já no século XX, oferecem aos visitantes a possibilidade de pernoitar na Mata e de despertar com os sons da Natureza.

O Palácio Real, último legado dos Reis de Portugal, é um edifício em estilo neo-manuelino, decorado com painéis de azulejos, frescos e quadros alusivos à Epopeia dos Descobrimentos portugueses, todos eles assinados por alguns dos grandes mestres das artes.

Depois de explorar a Mata, volte à vila e descubra a atual e a antiga fábrica das águas do Luso e as bicas, onde os habitantes e os visitantes enchem as garrafas com a água fresca. Para as crianças, há também um enorme jardim que permite brincar e relaxar.

Para o dia seguinte, sugerimos outra pérola patrimonial portuguesa: o Portugal dos Pequenitos, em Coimbra. É o percursor dos parques temáticos dedicados às crianças e caracteriza-se por ser um lugar cheio de magia e de encanto. Os conjuntos, todos miniaturais, pretendem fazer a apologia do Império Colonial, reproduzindo os mais importantes monumentos portugueses, bem como as casas tradicionais. A escala de construção é feita à medida das crianças, que se deliciam com estas casinhas em miniatura, percorrendo-as com grande entusiasmo e aprendendo sobre a História de Portugal. Dividido em cinco áreas distintas - Casa Tradicionais e região de Coimbra, Portugal Monumental, Países de Expressão Portuguesa, Índia e Macau e Portugal Insular -, encanta desde sempre várias gerações com a sua riqueza e minúcia nos detalhes arquitetónicos aqui representados à escala.