CONHEÇA A “SINTRA DO ALENTEJO”

EO 2019 AlentejoCastelo de Vide | Passeio
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider

Castelo de Vide é conhecida como a “Sintra do Alentejo”, uma vila que deslumbra todos os que a visitam, surpreende crianças e adultos, desafia-o a conhecer a cultura judaica, a dormir dentro das muralhas de um castelo e a descobrir Marvão, com uma vista de cortar a respiração.

Atrevesse o Alentejo para uma experiência única, na vila de Castelo de Vide, em Portalegre, contemple a beleza extraordinária da serra de São Mamede, onde neva no inverno, e passe um fim de semana dentro de muralhas medievais, ao ritmo dos tempos antigos.

Foi o Rei D. Pedro V que chamou a esta vila a Sintra do Alentejo, tal é seu caráter romântico, aliado aos seus jardins, à abundância de vegetação, ao clima ameno e a proximidade da serra de São Mamede. Este é um espaço privilegiado para mostrar aos mais pequenos como é uma povoação sem prédios altos, mas com um casario branco de riscas amarelas e azuis, com flores à janela, onde sobe e desce a colina e está dentro de um castelo.

Comece por percorrer o bairro da judiaria, um dos exemplos mais importantes da presença dos judeus em Portugal, remontando ao século XIII, tempo de D. Dinis. Aí, vai poder encontrar uma das mais preservadas judiarias do nosso País.

Aproveite para passear pelas ruas íngremes e estreias, faça uma pequena competição com os mais pequenos e veja quem chega primeiro à fonte da vila, onde pode beber água limpa e fresca e mostrar aos seus filhos como antigamente os seus avós tiravam a água.

No Jardim Grande, há uma cascata construída em pedra da Escusa onde vai encontrar uma cópia da famosa estatueta de Bruxelas, o Manneken-Pis, O Menino a fazer Xixi. Todos vão achar o máximo. O jardim tem um coreto muito bonito e um parque infantil para todos brincarem.

Deixe-se encantar pelo charme da memória medieval, na igreja de Santa Maria, através do seu pequeno museu com peças de arqueologia e também objetos do quotidiano da região oferecidos pela população local.
Seja surpreendido pela simpatia dos habitantes e não se esqueça de provar os pratos tradicionais da região, como as migas de pão e de batata com carne de porco, o cozido de grão com vagens à alentejana, as azevias de grão ou as típicas boleimas de maça e canela.

Para manter o espírito dos séculos passados porque não passar uma noite de sonho num pequeno solar cuja construção original remonta ao século XVII. A Casa Amarela é um hotel muito simpático mesmo na praça principal de Castelo de Vide.

No dia seguinte, depois de um apetitoso pequeno-almoço, vale bem a pena aproveitar o dia para conhecer Marvão. É mesmo ali ao pé, cerca de 20 km, um pouco mais além avistam-se terras de Espanha. Vai ficar deslumbrado com a paisagem do Alentejo, vista do Castelo de Marvão, é de cortar a respiração.

Se ainda tiver tempo, passe pela Barragem de Póvoa e Meadas que foi criada com o objetivo de produzir energia para a região e conheça uma das praias fluviais de Castelo de Vide, na ribeira de Nisa.

Antes do regresso a casa mostra às crianças o que é um menir. É verdade, aquela pedra gigante que o Obélix transporta às costas existe mesmo e tem uma função. Há mais de 5 mil anos que o menir da Meada está implantado num terreno perto de Castelo de Vide (12km). Tudo leva a crer que seja o de maiores dimensões da Península Ibérica totalmente talhado pela mão do homem. Quando virem o menir, eles nem vão acreditar. Mede 7,15 metros de altura! Imaginam!?