TESOUROS ESCONDIDOS PARA DESCOBRIR PELO PAÍS

EO 2019 Passeio
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider
  • slider

Apesar das metrópoles e praias do litoral serem grandes atrativos de Portugal, o nosso País tem muito mais para oferecer. Seja no centro, muitas vezes esquecido, ou nas ilhas escondidas no Atlântico, não faltam pequenas zonas, localidades e regiões que são verdadeiros tesouros por explorar.

Paraíso entre serras e escarpas
A 7 km de Figueiró dos Vinhos, em direção à aldeia de Ana de Aviz, encontra a praia fluvial das Fragas de São Simão. A beleza natural da região, as águas cristalinas rodeadas de imensas fragas, que lhe dão o nome, e a aldeia típica fazem deste um lugar único. Antes de ir a mergulhos, conheça a Aldeia de Casal de São Simão, a 15 minutos a pé. Com uma só rua, caracteriza-se pelas casas típicas em quartzito.

Em terra e no mar
A Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, integradas numa paisagem de praias e sapais, convida a passeios para explorar a diversa biodiversidade que aqui habita. Num percurso pelos trilhos, encontra diferentes tipos de aves, como patos, andorinhas e garças.

Aldeia secreta
Perto da aldeia do Piódão, em plena Serra do Açor, está a pequena localidade de Foz d'Égua, uma aldeia de xisto esquecida pelo tempo e pelas gentes - caracterizada pelo seu ambiente rural serrano, com as típicas casas e pontes, de xisto e lousa, em pano de fundo.

Cascata algarvia
A Cascata de Alte, mais conhecida por Queda do Vigário, em Loulé, convida a mergulhar, nadar e brincar livremente. Além da zona de banhos, há um grande relvado e espaço de merendas onde se pode descansar à sombra, jogar futebol ou às cartas, por exemplo.

Nas profundezas da ilha
O Algar do Carvão é uma cavidade vulcânica classificada como Monumento Natural, situada no interior da caldeira do Guilherme Moniz. Quem visita a Ilha Terceira não pode deixar de mergulhar nas profundezas na terra e no mundo vulcânico. O complexo possui a infraestrutura básica para a segurança dos visitantes, como iluminação artificial e placas de sinalização.

Árvores centenárias
A Caminho da Portada, em São Gonçalo, no Funchal, encontra o Jardim do Núcleo dos Dragoeiros das Neves, que tem como objetivo assegurar a continuidade e conservação do Dragoeiro. Neste centro são realizadas visitas guiadas ao jardim de plantas indígenas e endémicas e ao Núcleo de Dragoeiros centenários. Ao longo do jardim, encontra ainda várias plantas comuns ao litoral.

10 Km de cortar a respiração
Nos limites do Parque Nacional Peneda-Gerês, em Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, fica um passadiço perfeito para percorrer entre lagos de água, floresta densa e marcos históricos. O Passadiço do Sistelo é um percurso com cerca de 10 km, integrado na Ecovia do Vez e passa na aldeia do Sistelo, que começa na ponte medieval de Vilela e prolonga-se até à aldeia do Sistelo.

Vida selvagem em estado puro
O Parque Biológico da Serra da Lousã integra uma coleção muito completa da vida selvagem presente em Portugal com diversos núcleos expositivos como, por exemplo, a Quinta Pedagógica de Raças Portuguesas com Centro Hípico, o Reptilário, o Labirinto de Árvores de Fruto – único no Mundo e o Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais com oficinas de artesanato, queijaria, fumeiro.