PASSEIOS COM CIÊNCIA

EO 2018 Região de LisboaCentros de Ciência Viva
  • slider
  • slider
  • slider

Explorar, perguntar, saber mais. É com este espírito que os Circuitos Ciência Viva apresentam 18 destinos de viagem em Portugal. São mais de 200 etapas para explorar em todo o país, com os centros Ciência Viva como ponto de partida. Arranque de Lisboa.

Comece a viagem a bordo do Pavilhão do Conhecimento, a grande nave dos fenómenos. O Conhecimento é o nosso Oriente e as aves é que vão comandar esta experiência. O Pavilhão do Conhecimento é um lugar onde a realidade primeiro nos surpreende e, depois, se faz compreender. Em pleno Parque das Nações, este é o maior Centro Ciência Viva do país, onde há sempre espaço para mais uma pergunta curiosa. Aqui, podem ter experiências únicas, como tocar música numa harpa sem cordas, sentir um tornado nas mãos, jogar uma partida de bilhar em que a matemática ajuda a nunca falhar o buraco, conduzir um carro com rodas quadradas e sentir como seria caminhar na lua, entre muitos outros desafios.

Talvez o mais famoso de todos, e aquele que mais acelera os corações dos visitantes, seja a bicicleta voadora, uma bicicleta especial que se desloca sobre um cabo a seis metros de altura. Parece um desafio apenas para os mais corajosos, mas, não se preocupem: por mais hesitante que seja a vossa condução, a física garante que não irão cair. Arriscam?

Recentemente inaugurada, a exposição dos Angry Birds é o grande destaque do Pavilhão para quem o visitar nesta altura. Pela primeira vez na Europa, Lisboa é a grande anfitriã deste fenómeno global adaptado para uma experiência interativa. Em ambiente de floresta, um slide, uma gruta criativa e fisgas gigantes recriam o universo destas famosas aves. E até um planetário poderá encontrar no meio desta floresta que desafia os visitantes a explorar ciência num ambiente descontraído e cheio de atividades.

E porque a programação no Pavilhão garante sempre que cada visita seja diferente, esteja atento à agenda e aproveite as propostas de fim-de-semana.

Embalados pela experiência dos Angry Birds, sigam para o Jardim Zoológico, onde podem descobrir os verdadeiros Angry Birds na grande família de aves do Jardim. Para quem é explorador dos Circuitos Ciência Viva, a app dos Circuitos oferece uma experiência ainda mais divertida. No percurso especial Angry Birds, pode seguir-se o mapa interativo à descoberta do Red, do Chuck, do Bomb e dos seus amigos, descobrir mais sobre as espécies e os personagens animados e responder a desafios em cada etapa. Cada resposta certa tem uma medalha associada que os mais novos vão querer colecionar. Para quem gosta de experiências únicas, todos os dias, ao meio dia, podem visitar os bastidores do Jardim Zoológico.

Ainda de olho nas aves, a próxima sugestão é do outro lado da ponte Vasco da Gama, nas Salinas do Samouco. Quando se construiu a ponte, em 1998, o Estado expropriou 360 hectares de terrenos vizinhos na margem esquerda e transformou-os numa área para a conservação da natureza. Esta é uma importante área de conservação, em especial para a avifauna, e um ponto estratégico na rota de migração do Atlântico Este, que atrai muitas aves durante o ano, especialmente durante o inverno.

Por isso, esta é uma boa altura para ir observá-las! A experiência da recolha e secagem do sal é que tem de esperar pelo verão. Nas salinas do Samouco, podem optar por uma visita guiada ou por explorar o espaço livremente, a pé ou nas bicicletas que se alugam no local. Há espaços para fazer refeições, por isso, deixem-se ficar um dia inteiro, aproveitando a proximidade da natureza. Parece impossível que a cidade esteja aqui tão perto!