NA BAIXA DE LISBOA COM O NARIZ NO CHÃO

EO 2017 Região de LisboaPatrimónio
  • slider
  • slider

Passear pela baixa de Lisboa, para além de ser sempre um passeio bonito e divertido, pode também tornar-se numa aliciante viagem pela História.

Lisboa é uma cidade muito antiga, com vestígios que remontam à Idade da Pedra. Não admira que o chão da cidade seja um verdadeiro tesouro vivo da sua história. A maior parte das vezes nem imaginamos que pisamos todos os dias tão importante património.

Vamos, então, olhar para o chão e descer à Lisboa dos tempos antigos. E querem acreditar que há uma “porta” para esse mundo escondido? Está situada no Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, mesmo por baixo das instalações de um grande banco. Trata-se de um museu privado que resultou da descoberta de estruturas arqueológicas das civilizações que, ao longo de 2.500 anos, habitaram em Lisboa.

Parece que vamos entrar numa gruta, numa verdadeira cápsula do tempo. Para animar a criançada, faça-os sentir que estão a participar numa incrível aventura, em pleno século XXI, que os está a levar a um local que já foi uma praia fluvial e onde é possível encontrar vestígios que vão desde uma fábrica romana de produtos piscícolas que laborou entre os séculos I e IV depois de Cristo (onde seriam preparadas as conservas de peixe salgado e produzidos molhos) e de uma moradia abastada, de que são visíveis restos de um complexo de três piscinas e mosaicos do século III depois de Cristo.

A visita continua, sempre cheia de interesse e avançando no tempo. Todos vão ficar admirados com a estrutura de gaiola, inventada pelos engenheiros do século XVIII para resistir a terramotos como o que em 1755 destruiu Lisboa.

No final, e depois de tanta emoção, a recompensa justa é um lanche em família na lindíssima pastelaria Confeitaria Nacional (a confeitaria mais antiga de Lisboa) na Praça da Figueira.