LOBOS BONS NA MALVEIRA

EO 2017 Região de LisboaNatureza
  • slider
  • slider

Sabia que o lobo, animal associado à força, ferocidade e assombro, é, também ele, vítima de maus tratos e se encontra em vias de extinção no nosso país?

Pois é, de predadores os lobos passaram a presas. Atualmente no nosso país, o número desta subespécie de canídeos em liberdade ronda os 300. (Sobre)vivem na sua maioria a Norte do Douro, onde frequentemente são capturados e mortos ilegalmente. Ao contrário das ideias que povoam o nosso imaginário, o lobo não constitui um perigo para o Homem, mas antes o contrário. Para muitas crianças, a nossa sugestão de programa pode ser um momento único para acabar de vez com as ideias negativas acerca desta espécie.

O Centro de Recuperação do Lobo Ibérico (CRLI), localizado entre a Malveira e Mafra, nasceu com o objetivo de providenciar um ambiente em que os lobos pudessem viver em liberdade, apesar de estarem em cativeiro. O CRLI tentou reconstituir, nos cerca de 17 hectares da propriedade, o habitat natural do lobo ibérico. Não se trata, portanto, de um Zoo, mas antes um santuário onde os lobos podem viver em condições únicas. Como os cercados onde os animais habitam são de grandes dimensões, a sua observação é por vezes difícil, sobretudo em dias de temperatura elevada. Se levar binóculos, as probabilidades de avistar os animais aumentam consideravelmente. A melhor hora para efetuar a sua visita é ao fim da tarde, no horário de verão, uma vez que depois da sesta os lobos tendem a aproximar-se mais das redes.

Além de ser um projeto inovador e único em Portugal, o CRLI conta com uma fonte de apoio bastante curiosa: o programa de adoções.

As visitas devem ser marcadas previamente, e-mail ou telefone. Pois existem algumas condições e restrições para se visitar este espaço. O número de visitantes é controlado em função do que se entende ser a perturbação aceitável para os lobos.

O CRLI dispõe ainda de um Programa de Voluntariado para pessoas com mais de 18 anos e que estejam interessadas na conservação do lobo. Estes participam nas atividades diárias de alimentação dos lobos e da manutenção do espaço e podem oferecer a sua colaboração em qualquer altura do ano, mediante agendamento com o Centro.

As visitas são efetuadas nos seguintes dias e horários: sábados, domingos e feriados nacionais:

Inverno (Outubro até abril):
Primeira visita - 15h
Segunda visita - 16.30h
Verão (Maio até setembro):
Primeira visita - 16h
Segunda visita - 18h

Saiba mais sobre os horários de visita, Clique Aqui.