HERÓIS DO MAR, EM BELÉM

EO 2017 Região de LisboaPatrimónioM/0
  • slider

CONDIÇÕES ESPECIAIS
ESTRELAS e OURIÇOS

Oferta Bilhete Criança na Compra Bilhete Adulto (Passeios Qtour)

Apresente esta página
Imprimir

Apresente esta página impressa para obter o desconto

Passear pela zona de Belém é como fazer uma viagem pelas páginas de ouro da História de Portugal. Seja a pé ou de coche é sempre um programa a não perder.

O difícil é escolher o que visitar.

O Museu da Marinha e o Padrão dos Descobrimentos são duas boas escolhas para um dia bem passado.

O Museu da Marinha, situado no edifício dos Jerónimos, foi criado pelo único rei português que comandou navios: o Rei D. Luís. Lá dentro há um mundo maravilhoso de embarcações em miniatura e peças ligadas à navegação que os miúdos vão adorar. A não perder, o interior do Iate D. Amélia e as galeotas reais.

Do outro lado da linha do comboio, o Padrão dos Descobrimentos permite uma vista única sobre a cidade. Vale a pena ir até ao cimo, olhar cá para baixo e ver o monumental mapa que cobre o passeio em frente ao Padrão. No interior, não deixe de assistir ao documentário A Construção de um símbolo. Uma história do Padrão dos Descobrimentos, um audiovisual que conta a história deste ex-libris de Portugal e um dos monumentos mais visitados de Lisboa. O filme é atrativo e vai ajudar os mais pequenos a perceber como apareceu a bonita cidade de Lisboa. Aproveite também para subir ao Piso -1 e descubra uma exposição que fala sobre as plantas, doenças e curas, e a partilha de saberes durante e após a expansão ultramarina protagonizada por portugueses e espanhóis.

Para lanchar, é inevitável uma ida aos pastéis de Belém. Lá é fabricado há mais de 170 ano este doce único no mundo, feito com uma receita secreta, oriunda do Mosteiro dos Jerónimos. No entanto, se a lotação estiver esgotada, pode também experimentar os pastéis de nata um pouco mais ao fundo da rua, na Chique de Belém. Valem muito a pena!

Antes do regressar a casa, e se o dia estiver bom, faça um passeio de coche com a Qtour, entre os Jerónimos e Belém, uma forma diferente de nos sentirmos a viver noutras épocas.