EXOTISMO E BRINCADEIRAS DO ORIENTE

EO 2017 Região de LisboaMuseu
  • slider

O longínquo Oriente e o seu exotismo, afinal, estão mesmo ali em Alcântara num museu que é, também, uma brincadeira para toda a família.

Tão longe e tão perto. Toda a magia e exotismo do Oriente estão em Lisboa à distância de uma deslocação à zona ribeirinha de Alcântara, no Museu do Oriente. Uma visita que pode ser, também, uma festa em família.

Os Domingos em Família ou os Sábados em Oficina são duas iniciativas do Serviço Educativo do museu que complementam, da melhor forma, a visita ao Museu do Oriente.

Não será muito difícil entusiasmar uma criança para uma ida a um museu onde vai ouvir histórias das terras longínquas do Oriente, como a do Ali Bábá e os 40 ladrões, a de Simbad, o marinheiro, ou a de Aladino e a lâmpada mágica.

E porque não, também, tomar chá com um imperador e uma rainha ou fazer receitas de scones, sandes de pepino ou biscoitinhos? Entusiasmante, não é? No Museu do Oriente há muitas formas de, a brincar, chegar à riqueza cultural do Oriente. Em dias especiais como o Dia da Criança, do Pai ou da Mãe, não faltam outras iniciativas do museu para motivar os pais a levar os seus filhos até à Doca de Alcântara.  Nos ateliês, as famílias vão descobrir mundos de outras latitudes e aprender, fazendo, detalhes sobre culturas com que os portugueses se encontram há mais de 500 anos.

Para além das atividades, claro que há a exposição permanente. Escolha um dos pisos para visitar. Não é preciso ver o museu todo de uma só vez, o que seria pesado para os mais pequenos. Recomendamos o piso dos Sombras da Ásia!, visualmente é extraordinário.

Já cá fora, e para gastar as últimas energias, porque não ir até à vizinha Doca do Espanhol, um espaço esplêndido para andar de patins ou de bicicleta, e lanchar com o rio Tejo ao fundo. Um fim de passeio em grande.