UM MUSEU COM 100 ANOS

EO 2017 LamegoVisita2ª a Dom.: 10h-18hM/00€ / 3€

Localizado no centro histórico da cidade, o Museu de Lamego ocupa o edifício do antigo Paço Episcopal, cuja fachada mantém o traço da sua reedificação no século XVIII.

A implantação da República e consequente nacionalização dos bens da Igreja, ditou o fim do seu papel religioso, transformando o Museu num edifício de múltiplas funções. Por ali passaram a Biblioteca Municipal, a Guarda Nacional Republicana, lado a lado, com as cinco salas do Museu Regional de Obras de Arte, Arqueologia e Numismática, fundado em 1917.

João Amaral, artista lamecense, foi nomeado Diretor e a ele se deve o enriquecimento inicial do seu espólio. A especificidade e a qualidade do acervo levaram, na década de 60, à alteração da denominação e à ocupação de todo o edifício, levando ao atual nome - Museu de Lamego.

Este assume-me como uma importante referência no panorama da arte nacional e mesmo internacional, pela singularidade da sua coleção, sucessivamente engrandecida até à atualidade por doações, entre as quais o conjunto de seis painéis de azulejos figurados com cenas bucólicas e de caça, datados do século XVII, classificados de Tesouro Nacional.

O Museu de Lamego possui uma coleção que reflete de modo muito expressivo ideologias vigentes e modos de pensar os museus e o património cultural, entre a 1.ª República e o fim do Estado Novo, sendo, por isso, uma boa forma de as crianças compreenderem facilmente este passado. Já o "Tesouro Nacional" conta com 18 peças raras, autênticas, originais e que refletem vivências, factos históricos e identides coletivas.

Com um acervo mais vasto, distribuído ao longo de perto de 30 salas e balizado entre os séculos I e o século XX, o Museu de Lamego assume-se cada vez mais como um espaço vivo, aberto à cidade, à região e ao mundo.

Neste ano em que comemora o seu centenário não pode deixar de fazer uma visita ao Museu e a toda a sua coleção!

Obs.: Gratuito até aos 12 anos.