SERRALVES APRESENTA PROGRAMAÇÃO PARA 2019

EO 2019 Porto
  • slider
  • slider
  • slider

A Fundação de Serralves já deu a conhecer a sua programação para 2019, ano de comemoração do seu 30º aniversário. Um ano para “Celebrar Serralves” com exposições, cinema, atividades e festas.

Em 2018, Serralves bateu todos os recordes com perto de 950 mil visitantes, o maior número de sempre.  Este ano, para comemorar estes números, os 30 anos da Fundação e os 20 do Museu, será um período em que se propõe “Celebrar Serralves”, quer pela programação ambiciosa, com alguns dos mais reconhecidos artistas a nível mundial, quer pelos novos projetos de interligação entre o Museu e o Parque e entre arte e ciência, mas também nas áreas da arquitetura, do cinema e da edição.

Como destaque a fundação tem as exposições da artista Tacita Dean, a partir de 29 de janeiro, a primeira exposição antológica de Joana Vasconcelos, uma das mais conhecidas artistas da sua geração, a 14 de fevereiro, e, ainda, da norte-americana Susan Hiller a 28 de fevereiro. Entre 25 de maio e 1 de setembro uma abrangente retrospetiva da prestigiada Joan Jonas será acompanhada por um vasto programa de artes performativas.

Álvaro Siza, um dos mais conceituados arquitetos do mundo, ocupará um papel relevante, tal como Paula Rego e Cabrita Reis. A grande exposição do parque será este ano assinada pelo artista Olafur Eliasson a partir de julho no Museu e Parque de Serralves.

Mais de 30 exposições da Coleção vão realizar-se em localidades de norte a sul de Portugal, em parceria com autarquias fundadoras.

Dia 1 de fevereiro, a Fundação convida à descoberta da biodiversidade do Parque, no lançamento do Guia de Bolso “As Espécies do Parque” na Livraria do Museu de Serralves. Este guia contempla ilustrações de Francisco Eduardo que apresentam algumas das espécies presentes no Parque, numa perspetiva que alia o conhecimento científico e a ilustração.

No Parque de Serralves, volta a realizar-se o Bioblitz (uma inventariação biológica relâmpago feita com a participação do público) e, no verão, o Há Luz no Parque, uma instalação de luz para revisitar locais icónicos do Parque de Serralves, é complementado com a novidade da atividade cores de inverno. Um novo conceito de iluminação noturna no Parque que incide nos meses de inverno e que convida os visitantes a desfrutar do parque num período de frio.

O Tree Top Walk marcará também o ano ao introduzir uma forma inovadora de visita ao Parque. A criação de um percurso, num nível elevado face ao solo, junto à copa das árvores, que permite uma experiência impactante de observação e estudo biodiversidade.

O Serralves em Festa decorrerá entre 31 de maio a 2 de junho, durante 50 horas consecutivas. Em julho, como é já habitual, apresenta-se o Jazz no Parque. Nesta edição são apresentados três projetos que apostam na colaboração de grupos e músicos individuais portugueses com outros do mapa internacional do jazz.

Na Quinta de Serralves e, durante um fim de semana, 28 e 29 de setembro, a Festa do Outono permite ao público participar em oficinas lúdico-pedagógicas, sobre o ambiente e as artes, percursos e jogos que apresentam a biodiversidade do Parque. Haverá também ateliês de manufatura com técnicas de produção e transformação de fibras têxteis. As famílias podem contar ainda com workshops temáticos e espetáculos de teatro e de música que deliciam miúdos e graúdos.