OS SUPER PODERES DE UMA MÃE

EO 2016 Maternidade | Fonte: Up To Kids®
  • slider

As mães existem em todos os tamanhos, formas e feitios.

Há para todos os gostos e as mães têm um segredo que não é assim tão secreto: têm super poderes.

- O de conseguir funcionar com apenas três horas de sono (interrompido) e muito melhor que pessoas que dormiram oito horas seguidinhas.

- O de imaginar mil cenários ainda antes de atender o telefone quando lhes ligam da escola dos miúdos.

- O de ter colo suficiente para um, dois, três ou mais filhos – e em simultâneo.

- O super poder de estabelecer uma conversa inteira num diálogo onde a resposta é feita apenas de monossílabos (tanto com filhos de um ano como com filhos adolescentes).

- O de cheirar uma mentira à distância, mesmo de costas e numa divisão diferente.

- O de curar uma ferida com um beijinho.

- O de inventar as histórias mais mirabolantes para distrair os filhos.

- O de se derreter com um sorriso de um filho ao acordar, sem que este tenha de dizer uma única palavra.

- O de sentirem culpa por alguma característica negativa que os filhos possam ter ou demonstrar (o tão conhecido “onde foi que eu errei”, quando toda a gente sabe que na maior parte dessas vezes pouco haveria a fazer).

- O de conseguir fugir a uma resposta difícil sem perder a pose.

- O super poder de ouvir o que o marido lhe está a contar ao mesmo tempo que o filho mais novo chora porque não sabe onde meteu o boneco preferido e o mais velho reclama porque não acredita que a mãe pôs as calças preferidas para lavar (outra vez!).

- O de não esquecer qual o amigo de que eles falaram ontem, o de que falaram há um mês e aquele de que falaram uma vez há três anos.

O de preparar mimos (mesmo quando quem deveria estar a ser mimada era ela…).

O de identificar o choro das suas crias entre centenas, mesmo a uma distância de cinco quilómetros. E o mesmo se verifica com o riso.

O de tolerar e suportar horas, dias, meses e anos a fio a ouvir uma cadência perfeita de “maímmm, maímmm, ó maímmm!”.

O de conseguir decifrar o humor de um filho apenas por um rosnar – e perceber de imediato se têm fome, sono, estão apaixonados ou simplesmente estão “naquela fase”.

O super poder de esticar as vinte e quatro horas do dia, fazer este mundo e o outro e ainda sentir que têm tudo para fazer.

As mães têm, acima de tudo, o super poder de achar que não são nada poderosas. Que quem era super eram as suas mães. Super preparadas, super pacientes, super carinhosas, super constantes e coerentes, super mães.

Todas somos super, cada uma à sua maneira.

Mesmo sem capa vamos criando a geração de amanhã. Um dia de cada vez.

Nota: Muitos destes super poderes podem ser encontrados nos pais, mas hoje é das mães que importa falar.

Conteúdo desenvolvido por, Marta Coelho



Conteúdo publicado originalmente em Up To Kids®
Consulte Aqui